• BVSP 121.113,93 pts +0,3%
  • USD R$ 5,5873 -0,0014
  • EUR R$ 6,7334 +0,0370
  • ABEV3 R$ 15,85 -0,13%
  • BBAS3 R$ 29,75 +0,37%
  • BBDC4 R$ 26,17 +1,43%
  • BRFS3 R$ 23,62 -2,80%
  • BRKM3 R$ 50,09 +3,24%
  • BRML3 R$ 9,8 +0,20%
  • BTOW3 R$ 68,22 +0,04%
  • CSAN3 R$ 90,81 -0,27%
  • ELET3 R$ 35,46 +3,68%
  • EMBR3 R$ 15,81 -0,94%
  • Petróleo US$ 64,89 +0,00%
  • Ouro US$ 1.791,30 +0,00%
  • Prata US$ 26,32 +0,00%
  • Platina US$ 1.208,10 +0,00%

O banco não aceitou renegociar minha dívida. O que fazer?

Especialista sugere o que fazer se você não consegue chegar a um acordo com o banco para pagar sua dívida no cartão de crédito

Pergunta do leitor: Solicitei renegociar em cinco vezes a dívida do cartão de credito e consegui. Paguei quatro parcelas e não conseguir pagar a quinta. Tento renegociar novamente, mas o banco se nega e, enquanto isso, os juros só aumentam. O que devo fazer? 

Aconselho ingressar com uma ação judicial, com o objetivo de depositar o valor devido. É importante mostrar que você pretende quitar a dívida e impedir o seu crescimento com a incidência de juros.

A probabilidade de obter um acordo judicial para encerrar o problema é muito grande. O cartão de crédito tem juros muito altos, por isso você deve procurar a Justiça o quanto antes, para fazer com que essa dívida pare de crescer logo.

O banco não pode impor um novo empréstimo e pressionar você a assumir uma nova dívida para pagar a antiga. Se a instituição financeira fizer isso, busque na Justiça indenizações por prejuízos morais e materiais. Nesse caso, você terá direito a receber de volta os valores pagos com juros cobrados no cartão de crédito durante o tempo no qual não houve negociação. 


*Ronaldo Gotlib é consultor financeiro e advogado especializado nas áreas de Direito do Consumidor e Direito do Devedor. Autor dos livros “Dívidas? Tô Fora! – Um Guia para você sair do sufoco”, “Testamento – Como, onde, como e por que fazer”, “Casa Própria ou Causa Própria – A verdade sobre financiamentos habitacionais”, “Guia Jurídico do Mutuário e do candidato a Mutuário”, além de ser responsável pela elaboração do Estatuto de Proteção ao Devedor e ministrar palestras sobre educação financeira.

 

Envie suas dúvidas sobre dívidas, empréstimos e financiamentos para seudinheiro_exame@abril.com.br.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.