Nubank vai pagar compras de iFood e consultas para clientes

Fintech cria fundo de 20 milhões de reais e firma parcerias para ajudar clientes em meio à crise do coronavírus

O banco digital Nubank criou um fundo de 20 milhões de reais para apoiar seus clientes durante a crise do coronavírus. Os recursos vêm da verba de marketing da fintech e de outros ganhos de eficiência e custearão atendimento médico e psicológico remoto via vídeo, pedidos de supermercados e farmácias, entre outros serviços.

Para isso, fechou parcerias com empresas como o Hospital Sírio-Libanês, o aplicativo de atendimento psicológico Zenklub, as empresas de delivery iFood e Rappi, e o aplicativo de produtos de pet shop Zee.Dog.

A iniciativa funciona assim: o cliente entra em contato com o banco, explica sua necessidade, e o Nubank direciona o cliente para um parceiro da iniciativa, na medida do possível.

Segundo o Nubank, sua equipe de atendimento está sendo treinada para ouvir as necessidades dos clientes e buscar formas de auxiliá-las. Os contatos podem ser feitos via telefone, chat e e-mail. As solicitações sobre os produtos do Nubank continuam sendo respondidas normalmente.

O Sírio-Libanês disponibilizou 1.000 atendimentos em sua plataforma de teleorientação médica para os clientes da fintech. O banco vai usar parte da verba do fundo para continuar oferecendo o serviço de forma gratuita, através de vouchers para agendar uma consulta virtual na plataforma do hospital.

A parceria com a plataforma de atendimento psicológico Zenklub funcionará de forma semelhante. De acordo com a situação, a fintech vai disponibilizar vouchers para seus clientes utilizarem uma consulta na plataforma sem custo.

O Zee.Dog vai oferecer 20% de desconto a clientes da fintech na primeira compra pelo app. O Nubank custeará mais atendimentos médicos e itens para os pets com vouchers de até 100 reais de desconto em compras no app, que funciona apenas nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Já a parceria com iFood e Rappi funcionará via créditos que poderão ser usados para entregas de comida ou outras compras. O valor da compra e o da entrega serão pagos pelo Nubank. A fintech também vai auxiliar clientes que não tenham familiaridade com os aplicativos para garantir que o pedido seja feito. É possível ter mais informações sobre as parcerias aqui.

A empresa afirma ainda que está adotando medidas para minimizar os impactos do coronavírus na vida financeira de seus clientes. Casos relativos a empréstimo pessoal e pagamento da fatura estão sendo avaliados através dos canais de atendimento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.