• BVSP 120.700,67 pts +0,0%
  • USD R$ 5,6141 -0,0025
  • EUR R$ 6,7292 +0,0066
  • ABEV3 R$ 15,87 +0,00%
  • BBAS3 R$ 29,64 +0,00%
  • BBDC4 R$ 25,8 +0,00%
  • BRFS3 R$ 24,3 +0,00%
  • BRKM3 R$ 48,52 +0,00%
  • BRML3 R$ 9,78 +0,00%
  • BTOW3 R$ 68,19 +0,00%
  • CSAN3 R$ 91,06 +0,00%
  • ELET3 R$ 34,2 +0,00%
  • EMBR3 R$ 15,96 +0,00%
  • Petróleo US$ 66,97 +0,24%
  • Ouro US$ 1.777,60 +0,61%
  • Prata US$ 26,23 +1,16%
  • Platina US$ 1.212,00 +1,24%

FGTS para pagar seguro-desemprego não se justifica, diz Meirelles

Na sexta-feira, Meirelles havia dito apenas que esta era proposta embrionária e que ainda não havia sido apresentada ao alto escalão da equipe econômica

Brasília - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira que o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o pagamento do seguro-desemprego não se justifica.

"À primeira vista, a avaliação preliminar é que não se justifica de fato essa medida nesse momento", afirmou Meirelles a jornalistas após encontro com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Raimundo Carreiro.

"Não é proposta que chegou para ser aprovada ou não. Ela nem chegou ao nível ministerial", acrescentou ele.

Na sexta-feira, Meirelles havia dito apenas que o uso do FGTS para substituir os primeiros meses do seguro-desemprego era proposta embrionária e que ainda não havia sido apresentada ao alto escalão da equipe econômica com números e objetividade.

Ele respondeu à notícia de que o governo estaria estudando reter parte do FGTS de trabalhadores demitidos sem justa causa para economizar com o pagamento do seguro-desemprego, em meio à difícil situação das contas públicas.

Nesta tarde, o ministro afirmou que a avaliação de que a medida não se justifica veio após conversa sobre o tema com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira.

Questionado ainda sobre a reforma trabalhista, Meirelles reiterou expectativa de que a matéria será aprovada na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

O ministro também afirmou a jornalistas que o governo está trabalhando para implantar o mais rapidamente possível o projeto de recuperação fiscal do Rio de Janeiro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.