• BVSP 118.365,96 +0,6%
  • USD 5,6432 -0,0376
  • EUR 6,7215 -0,0401
  • ABEV3 15,51 +0,98%
  • BBAS3 29,47 +0,96%
  • BBDC4 25,4 +0,79%
  • BRFS3 24,17 +0,71%
  • BRKM3 44,1 +1,68%
  • BRML3 9,89 -0,50%
  • BTOW3 62,5 -0,22%
  • CSAN3 89,84 +0,73%
  • ELET3 35,6 +0,42%
  • EMBR3 15,87 -0,56%
  • Petróleo 64,22 +2,02%
  • Ouro 1.737,70 -0,41%
  • Prata 25,14 -0,73%
  • Platina 1.182,00 -2,26%

Avianca vai estudar mercado antes de decidir se cobra por bagagem

A companhia também informou que manterá a estrutura de preços de suas tarifas enquanto avaliar os impactos das novas regras no mercado

São Paulo - A companhia aérea Avianca informou nesta sexta-feira que vai estudar o mercado brasileiro por alguns meses antes de se decidir por aplicar a recente regra que permite às empresas do setor cobrarem pelo despacho de bagagens.

A empresa é a quarta maior companhia aérea do Brasil, com participação de mercado em janeiro de 11,8 por cento.

A companhia também informou que manterá a estrutura de preços de suas tarifas enquanto avaliar os impactos das novas regras no mercado.

A partir do dia 14, as companhias aéreas do Brasil poderão cobrar por despacho de bagagens, segundo novas regras aprovadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) em dezembro.

O objetivo oficial da autarquia é reduzir preços ao consumidor e estimular a concorrência no mercado.

Nesta semana, o Ministério Público Federal de São Paulo abriu processo para obter uma liminar que impeça a aplicação da nova regra.

Segundo o MPF-SP, o "o objetivo das novas regras é ampliar o lucro das companhias".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.