• BVSP 121.113,93 pts +0,3%
  • USD R$ 5,5966 +0,0080
  • EUR R$ 6,7334 +0,0370
  • ABEV3 R$ 15,85 -0,13%
  • BBAS3 R$ 29,75 +0,37%
  • BBDC4 R$ 26,17 +1,43%
  • BRFS3 R$ 23,62 -2,80%
  • BRKM3 R$ 50,09 +3,24%
  • BRML3 R$ 9,8 +0,20%
  • BTOW3 R$ 68,22 +0,04%
  • CSAN3 R$ 90,81 -0,27%
  • ELET3 R$ 35,46 +3,68%
  • EMBR3 R$ 15,81 -0,94%
  • Petróleo US$ 66,67 -0,15%
  • Ouro US$ 1.789,30 +0,51%
  • Prata US$ 26,22 +0,44%
  • Platina US$ 1.221,50 +1,06%

Após corte da Selic para 2,25%, bancos reduzem juros de empréstimos

Itaú e Bradesco vão acompanhar movimento da Selic e cortar juros de empréstimos

Seguindo o corte de 0.75 ponto porcentual da Selic nesta quarta-feira (17), reduzida para 2,25% ao ano, bancos anaunciaram reduções de juros em empréstimos para pessoas físicas e empresas.

O Itaú afirma que irá repassar integralmente o corte da taxa básica de juros para linhas de crédito pessoal e capital de giro. Os novos valores valem a partir de segunda (22), e variam de acordo com o perfil do cliente e de seu relacionamento com o banco.

Já o Banco do Brasil vai reduzir as taxas de juros para linhas de crédito de pessoas físicas e jurídicas. As novas condições começarão a valer a partir da segunda (22).

O BB vai reduzir os juros da linha que financia a compra de veículos novos e seminovos, que passará a ter taxa a partir de 0,48% ao mês, ante 0,54% ao mês cobrados atualmente.

Para o home equity  (empréstimo com garantia de imóvel) e a linha de crédito estruturado (com garantias), as taxas serão alteradas para patamares a partir de 0,82% e de 0,77% ao mês, respectivamente, em lugar dos 0,88% e 0,83% ao mês praticados até agora.

Já as linhas de crédito não consignado, destinadas ao público pessoa física em geral, passarão a contar com taxas a partir de 2,81% ao mês, ante os 2,87% ao mês cobrados até então, a depender do nível de relacionamento do cliente com o BB.

As linhas de recebíveis – descontos de cheques e de títulos, além da antecipação de crédito ao lojista (ACL) - passarão a contar com taxas a partir de 1,07%, 0,76% e 0,74% ao mês, em substituição aos atuais 1,15%, 0,82% e 0,82% ao mês, respectivamente.

EXAME Research — 30 dias grátis da melhor análise de investimentos

Para o crédito rotativo, a taxa mínima será reduzida de 2,05% para 1,93% ao mês. Já para o capital de giro, a taxa cobrada pelo BB passará dos atuais 1,18% ao mês para 1,10% ao mês.

As novas condições de taxas anunciadas hoje estarão disponíveis para todos os canais de relacionamento do banco, inclusive no app e internet banking.

O Bradesco reduzirá as taxas de juros de suas principais linhas de crédito a partir de segunda (22), acompanhando a decisão do Copom. Porém, não dá mais detalhes.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.