Wall St sobe com expectativa de alta de juros nos EUA

Dados do Departamento de Trabalho mostraram que os empregadores norte-americanos criaram em março o menor número de vagas em mais de um ano

Nova York – As ações norte-americanas subiam nesta segunda-feira com as expectativas de que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, adie qualquer elevação da taxa de juros este ano compensando preocupações sobre o crescimento econômico provocadas por um relatório de empregos surpreendentemente fraco divulgado na sexta-feira.

Às 12h15 (horário de Brasília), o indicador Dow Jones subia 0,52 por cento, a 17.855 pontos, enquanto o S&P 500 tinha alta de 0,57 por cento, a 2.078 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,45 por cento, a 4.908 pontos.

Dados do Departamento de Trabalho mostraram que os empregadores norte-americanos criaram em março o menor número de vagas em mais de um ano. A criação de 126 mil postos de trabalho ficou muito abaixo das expectativas de economistas de 245 mil.

As bolsas norte-americanas ficaram fechadas pelo feriado da Sexta-feira Santa quando os dados foram divulgados.

Nesta segunda-feira, dados divulgados pelo Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) mostraram que o ritmo de crescimento no setor de serviços dos EUA caiu em março ao menor ritmo em três meses, enquanto o indicador do Markit mostrou que o setor cresceu em março ao ritmo mais rápido desde agosto.

Investidores estão preocupados que uma série de dados econômicos fracos, incluindo empregos, atividade industrial e gastos com consumidores, possam indicar mais do que uma desaceleração relacionada ao clima e apontar uma perda de ímpeto na economia norte-americana.

No entanto, os dados fracos aliviaram alguns receios sobre o fortalecimento contínuo do dólar e a pressão sobre companhias com exposição ao exterior.

Eles também levaram as expectativas da elevação dos juros pelo Fed para mais adiante no ano.

O diretor-gerente de trading e derivativos da Charles Schwab Randy Frederick disse que investidores “não têm certeza sobre se devíamos estar animados com notícias ruins pois o Fed não elevará a taxa de juros, ou se devíamos estar vendo uma economia mais forte”.