• BVSP 120.061,99 pts -0,7%
  • USD R$ 5,5698 +0,0004
  • EUR R$ 6,7087 +0,0047
  • ABEV3 R$ 15,7 -0,19%
  • BBAS3 R$ 30,12 +1,69%
  • BBDC4 R$ 23,26 -1,52%
  • BRFS3 R$ 23,9 +0,13%
  • BRKM3 R$ 51,9 -1,69%
  • BRML3 R$ 9,82 +0,00%
  • BTOW3 R$ 65,89 -2,53%
  • CSAN3 R$ 92,46 +2,80%
  • ELET3 R$ 35,4 +1,03%
  • EMBR3 R$ 15,08 -2,27%
  • Petróleo US$ 65,09 +0,09%
  • Ouro US$ 1.795,40 +0,06%
  • Prata US$ 26,64 -0,02%
  • Platina US$ 1.218,30 +0,11%

Quem ganhou e quem perdeu valor de mercado em janeiro

A Petrobras lidera as empresas que mais ganharam valor; já na ponta aposta está a Vale

São Paulo - A Petrobras foi a companhia que mais ganhou em valor de mercado em janeiro. A estatal iniciou o mês sendo avaliada R$ 316,09 bilhões e terminou valendo R$ 363,22, ou seja, um aumento de mais de R$ 47 bilhões.

Quem também viu seu valor de mercado aumentar foi o Bradesco. O segundo maior banco privado do país ganhou R$ 43,57 bilhões de reais em um mês.

Ontem, o Bradesco divulgou que teve  lucro líquido recorrente de  5,830 bilhões de reais no quarto trimestre do ano passado, um aumento de quase 20% na comparação com o mesmo de 2017.  Desta maneira, encerrou o ano passado, com lucro líquido de R$ 21,564 bilhões, aumento de 13,4% na comparação com o exercício de 2017.

A terceira companhia que mais ganhou valor de mercado no primeiro mês do ano foi a Ambev. A companhia fechou o mês com valor de mercado estimado em R$ 275,26 bilhões de reais, um ganho de R$ 33,48 bilhões.

A Ambev ainda não divulgou seus resultados referentes ao quarto trimestre. O anúncio será no final do mês.

Confira abaixo a lista das companhias que mais ganharam em valor de mercado. Os dados foram divulgados pela Economatica, provedora de informações financeiras, a pedido do site EXAME.

Empresa Valor de mercado em dezembro de 2018 Valor de mercado em janeiro de 2019 Quanto ganhou em valor de mercado
Petrobras R$ 316,09 bilhões R$ 363,22 bilhões R$ 47,13 bilhões
Bradesco R$ 242,60 bilhões R$ 286,17 bilhões R$ 43,57 bilhões
Ambev R$ 241,77 bilhões R$ 275,26 bilhões R$ 33,48 bilhões
Itaú Unibanco R$ 317,67 bilhões R$ 347,40 bilhões R$ 29,72 bilhões
Suzano R$ 41,65 bilhões R$ 62,06 bilhões R$ 20,41 bilhões
Santander R$ 159,82 bilhões R$ 179,94 bilhões R$ 20,12 bilhões
Eletrobras R$ 33,82 bilhões R$ 51,46 bilhões R$ 17,64 bilhões
Banco do Brasil R$ 129,49 bilhões R$ 144,45 bilhões R$ 14,95 bilhões
B3 R$ 54,79 bilhões R$ 64,32 bilhões R$ 9,52 bilhões
JBS R$ 31,44 bilhões R$ 40,94 bilhões R$ 9,49 bilhões

 

Quem mais perdeu

Entre as empresas que mais perderam em valor de mercado, o destaque é a Vale. A mineradora fechou o mês de janeiro com redução de R$ 28 bilhões em valor de mercado. Desta maneira, o valor de mercado estimado da mineradora é de R$ 284,80 bilhões.

Após o rompimento da barragem em Brumadinho (MG), as ações da Vale fecharam em queda de 24,5%. Entretanto, os papéis voltaram a subir após o anúncio da paralisação das operações equivalentes a 10% da produção anual de minério de ferro pela Vale. O comunicado afetou a cotação do preço do minério de ferro que chegou subir quase 10%.  

Outro destaque entre as empresas que perderam valor de mercado é a Embraer. No final de dezembro, a brasileira valia R$ 15,92 bilhões e caiu para R$ 14,20 bilhões, em janeiro.

A Embraer anunciou no final de janeiro que assinou acordos para venda de sua divisão de aviação comercial para a Boeing e formar uma joint-venture com a norte-americana para comercialização de seu cargueiro KC-390. A companhia marcou para 26 de fevereiro a assembleia extraordinária de acionistas para aprovação dos acordos.

Veja a lista das 10 empresas que mais perderam em valor de mercado.

Empresa Valor de mercado em dezembro de 2018 Valor de mercado em janeiro de 2019 Quanto perdeu em valor de mercado
Vale R$ 263,19 bilhões R$ 234,80 bilhões R$ 28,38 bilhões
Embraer R$ 15,92 bilhões R$ 14,20 bilhões R$ 1,71 bilhão
CPFL Renováveis R$ 8,12 bilhões R$ 7,49 bilhões R$ 629,18 milhões
Linx R$ 5,27 bilhões R$ 4,84 bilhões R$ 433,70 milhões
Dommo R$ 2,64 bilhões R$ 2,24 bilhões R$ 405,06 milhões
Tupy R$ 2,90 bilhões R$ 2,62 bilhões R$ 278,26 milhões
SP Turismo R$ 564,07 bilhões R$ 290 bilhões R$ 273,99 milhões
Guararapes R$ 10,07 bilhões R$ 9,79 bilhões R$ 272,68 milhões
Magazine Luiza R$ 34,12 bilhões R$ 33,85 bilhões R$ 266,08 milhões
Copasa R$ 7,77 bilhões R$ 7,53 bilhões R$ 242,67 milhões

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.