Pressão de venda impõe alta moderada do ouro

O contrato do ouro para dezembro subiu 0,1%, ou US$ 1,80, para US$ 1.766,40 a onça-troy na Comex

Nova York – Os contratos futuros do ouro fecharam em leve alta, depois que a pressão de venda antes do vencimento de opções na Comex ofuscou os ganhos feitos com os relatos de aumento de compras de ouro por bancos centrais.

O contrato do ouro para dezembro subiu 0,1%, ou US$ 1,80, para US$ 1.766,40 a onça-troy na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

Os Bancos Centrais da Turquia, Rússia, Coreia e do Casaquistão aumentaram suas reservas de ouro em julho, de acordo com dados do Fundo Monetário Internacional (FMI). A Turquia conduziu o aumento das reservas, com alta de 44,7 toneladas graças à decisão anunciada no ano passado de aceitar o ouro como colateral de bancos comerciais, afirmou o Fundo. A posição total em ouro da Turquia era de 288,9 de toneladas, segundo o relatório.

Os bancos centrais mudaram de vendedores líquidos para compradores líquidos em 2009, sinalizando uma mudança de longo prazo na tendência entre o setor oficial. Desde então, as compras do grupo têm sido um pilar de apoio para o mercado do ouro.

No entanto, os ganhos registrados durante a manhã com a notícia do FMI foram ofuscados pelo comércio turbulento na Comex antes da expiração de opções do ouro com entrega em outubro. Os contratos de opções se transformam em contrato futuros para entrega em outubro no fim dos negócios nesta terça-feira, e alguns investidores que esperam receber novas posições longas entraram no mercado como vendedores para cobrir sua exposição ao ouro.

O número maior de posições de opção de ouro é detido nos níveis de US$ 1.750,00 e US$ 1.800,00, disse o diretor de negociações de metais da Vision Financial Markets Dave Meger. Essa diferença de preço de US$ 50 está por trás da negociação volátil, afirmou o analista, à medida que os preços futuros foram conduzidos para qualquer direção pelos investidores que procuram proteger suas posições. As informações são da Dow Jones.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.