PANORAMA1-Bolsas oscilam ao redor da estabilidade e euro sobe

SÃO PAULO, 28 de dezembro (Reuters) – Os mercados
acionários na Ásia ainda reverberavam negativamente o aperto
monetário chinês nesta terça-feira, enquanto os pregões na
Europa e nos Estados Unidos oscilavam próximos da estabilidade
e o euro firmava trajetória ascendente por cobertura de
posições vendidas.

Os volumes seguiam reduzidos com a semana mais curta pelos
feriados de Natal e Ano Novo. A agenda externa para o dia
também é leve, com destaque para indicadores norte-americanos
do setor imobiliário e de confiança do consumidor.

No Brasil, a agenda reserva sondagem conjuntural da
indústria da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que inclui índice
sobre a confiança do setor para dezembro e informações sobre o
nível de utilização da capacidade instalada (Nuci). O Tesouro
Nacional apresenta o resultado fiscal de novembro do governo
central, que compreende Tesouro, Banco Central e Previdência.

No cenário externo, o índice da bolsa de Xangai
caiu 1,74 por cento, afetado principalmente pelas ações do
setor financeiro e imobiliário, enquanto o Nikkei
terminou o dia em Tóquio com queda de 0,61 por cento, por
realização de lucros e contaminado pela fraqueza de papéis
chineses, apesar de dados positivos do setor industrial do
país.

O índice MSCI de ações da região Ásia-Pacífico com exceção
do Japão , contudo, subia 0,14 por cento às
7h52.

Na Europa, o FTSEurofirst 300 registrava leve alta
de 0,04 por cento, embora analistas avaliem que a elevação de
juros na China no Natal possa afetar as commodities e
contaminar o segmento acionário nos próximos meses. Nos EUA, o
futuro do S&P-500 subia 0,14 por cento, a 1.255 pontos.

O índice MSCI para ações globais ganhava
0,26 por cento, enquanto para ações emergentes a alta
era de 0,14 por cento.

Entre as moedas, ordens de stop loss davam suporte à
valorização do euro , cotado a 1,323 dólar, com
investidores precisando cobrir posições vendidas. Tal movimento
influenciava a queda de 0,59 por cento do índice DXY ,
que mede o valor do dólar ante uma cesta de divisas
internacionais.

No caso das commodities, o petróleo apreciava-se em
0,11 por cento, a 91,10 dólares o barril, nas operações
eletrônicas em Nova York.

Veja a agenda com os principais indicadores do dia [ID:
nN28186926]

Veja a variação dos principais mercados na segunda-feira:

CÂMBIO

O dólar terminou estável, a 1,690 real.

BOVESPA

O Ibovespa teve variação negativa de 1 por cento, para
67.803 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 3,11 bilhões
de reais.

ADRs BRASILEIROS

Pouco antes do fechamento do mercado norte-americano, o
índice dos principais ADRs brasileiros tinha oscilação negativa
de 0,49 por cento, a 35.520 pontos.

JUROS

O DI janeiro de 2012 apontava 12,15 por cento ao ano no
call das 16h, mesmo patamar do ajuste anterior.

EURO

A moeda comum europeia era cotada a 1,3150 dólar, ante
1,3115 dólar no fechamento anterior nas operações
norte-americanas.

GLOBAL 40

O título de referência dos mercados emergentes, o Global
40, recuava a 134,250 por cento do valor de face, oferecendo
rendimento de 3,017 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS

O risco Brasil cedia 5 pontos, para 175 pontos-básicos. O
EMBI+ caía 5 pontos, a 236 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O Dow Jones fechou em queda de 0,16 por cento, para
11.555 pontos. O Standard & Poor’s 500 teve leve alta de
0,06 por cento, para 1.257 pontos, enquanto que o Nasdaq
subiu 0,06 por cento, para 2.667 pontos.

PETRÓLEO

Na Nymex, o contrato de petróleo de vencimento mais próximo
caiu 0,51 dólar, ou 0,56 por cento, a 91 dólares por barril.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos,
referência do mercado, subia, oferecendo rendimento de 3,3486
por cento ante 3,397 por cento no fechamento anterior.

(PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no
terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

(Por Paula Arend Laier; Edição de Vivian Pereira)

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.