Otimismo no mercado com Bolsonaro diminui antes mesmo da posse

Goldman Sachs disse que Bolsonaro enfrentará desafios políticos, sociais e econômicos endêmicos e enfatizou a importância da reforma da Previdência

O otimismo original de que a eleição de Jair Bolsonaro seria boa para os mercados está diminuindo antes mesmo de o presidente eleito tomar posse.

Muitos investidores e executivos disseram primeiramente que o resultado da votação de 28 de outubro, quando ocorreu o segundo turno das eleições no Brasil, significaria o fim da regulamentação extremamente rigorosa para empresas no país e uma visão mais favorável ao livre mercado sob uma administração conservadora. O mercado de ações teve um rali após as eleições, com o Ibovespa subindo mais de 10% no ano.

Hoje, no entanto, a equipe de pesquisa econômica do Goldman Sachs disse em relatório que Bolsonaro enfrentará desafios políticos, sociais e econômicos endêmicos no Brasil e enfatizou a importância da reforma da Previdência, uma medida que os governos anteriores não conseguiram aprovar.

“O que o mercado não está percebendo é que o Brasil tem muita rigidez institucional”, disse Whitney Baker, fundadora da Totem Macro em Nova York e ex-chefe de pesquisa de mercados emergentes da Bridgewater Associates, em entrevista a Ben Bartenstein, da Bloomberg. “Não é nem algo da alçada de Bolsonaro.”

Os comentários são consistentes com a postura cautelosa dos investidores estrangeiros com o Brasil. Eles retiraram R$ 7,7 bi do mercado acionário brasileiro neste ano até 6 de dezembro, colocando as ações do país no caminho para a maior saída anual desde a crise financeira de 2008, segundo dados compilados pela Bloomberg.

O Ibovespa subiu 0,6% nesta terça-feira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.