No radar: Goldman, Ibovespa a 100 mil pontos e o que mais move o mercado

Safra de resultados nos Estados Unidos continua com dois grandes bancos de Wall Street; no Brasil, IBGE divulga a pesquisa de serviços

Notícias inesperadas de suspensão dos testes da vacina para o novo coronavírus pela Johnson & Johnson e a Eli Lilly’s deram o tom de baixa para os mercados americanos na terça-feira, 13. Não estavam no radar. Se não houver novidades inesperadas, investidores nos Estados Unidos vão se voltar para a análise dos resultados de mais dois dos grandes bancos de Wall Street: o Goldman Sachs e o Bank of America, antes da abertura dos mercados.

No Brasil, o Ibovespa encerrou na véspera no seu maior patamar em quase um mês, aos 98.502 pontos, ensaiando uma retomada do patamar simbólico dos 100 mil pontos — será necessária uma alta de 1,5% para se concretizar nesta quarta.

Veja a seguir os destaques da quarta:

Setor financeiro nos EUA

No dia anterior, dois dos outros grandes bancos americanos, JPMorgan Chase e Citi, divulgaram resultados que superaram as projeções consensuais de analistas. Em grande parte isso aconteceu graças à atividade de banco de investimento, que se beneficiou do mercado de capitais aquecido, em detrimento da economia real que ainda patina e se mostra dependente dos programas federais de estímulo.

Novo pacote emperrado

Na Câmara americana, deputados democratas e republicanos continuam em impasse sobre o alcance e os termos de um eventual novo pacote trilionário de socorro para trabalhadores e famílias afetados pela crise do novo coronavírus. Para Nancy Pelosi, presidente da Casa, as medidas previstas para a população na área de saúde ainda são insuficientes.

Magalu em alta

Na bolsa brasileira, as atenções estarão voltadas para as ações do Magazine Luiza (MGLU3), que subiram 6,2% na terça no último pregão antes do desdobramento previsto para começar nesta quarta. Em vez do preço de fechamento de 104 reais, cada ação será negociada por 26 reais, o que deve favorecer a liquidez do papel, ou seja, o seu volume de negociação.

Em relatório, a EXAME Research recomendou a venda da ação do Magalu diante da análise de múltiplos da companhia e dentro de uma estratégia de rebalanceamento da carteira.

Risco fiscal

Apesar da melhora do nível do Ibovespa, permanecem as preocupações de investidores com a trajetória fiscal do país. Na noite de terça-feira, o governo sinalizou que vai estender por mais dois meses o programa emergencial de redução de jornada e de salários e de suspensão de contratos de trabalho, cuja queda na renda é paga em parte pela União. Isso vai significar o aumento do rombo previsto para este ano nas contas públicas.

O dólar fechou em alta de quase 1% na terça, enquanto os contratos de juros futuros cederam depois de medidas anunciadas na sexta-feira, 9, pelo Banco Central e o Tesouro para melhorar as condições de rolagem da dívida pública.

Serviços em agosto

No Brasil, a agenda econômica tem como principal evento a divulgação, pelo IBGE, da Pesquisa Mensal de Serviços em agosto. É a pesquisa que, junto com a da Indústria e a de Comércio, fornece as informações mais relevantes para a estimativa da atividade mensal no país. Nos dois setores que já divulgaram seus dados, os resultados positivos sinalizaram um forte ritmo de retomada há dois meses.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.