• BVSP 117.669,90 -0,5%
  • USD 5,6790 -0,0018
  • EUR 6,7616 +0,0000
  • ABEV3 15,43 -0,13%
  • BBAS3 29,27 +0,55%
  • BBDC4 25,25 +0,04%
  • BRFS3 23,91 -1,97%
  • BRKM3 43,57 -0,98%
  • BRML3 9,95 +1,95%
  • BTOW3 62,7 -0,85%
  • CSAN3 89,25 -0,45%
  • ELET3 35,45 -1,50%
  • EMBR3 16,02 -0,37%
  • Petróleo 62,60 -0,56%
  • Ouro 1.739,40 -0,31%
  • Prata 25,16 -0,65%
  • Platina 1.197,20 -1,00%

No radar: B3, lucro da Cyrela cresce 1.244% e mais 8 balanços

Confira abaixo os principais destaques corporativos após o pregão desta quinta-feira

A B3 (B3SA3) apresentou lucro líquido recorrente de 1,14 bilhão de reais entre julho e setembro deste ano, valor 34,3% maior do que o registrado um ano antes e praticamente em linha com o consenso da Bloomberg, de 1,15 bilhão de reais. A receita líquida avançou 49,6%, para 2,29 bilhões de reais, acima do consenso de 2,04 bilhões de reais. 

Quer saber qual o setor mais quente da bolsa no meio deste vaivém? Assine a EXAME Research.

Adicionalmente, a Bolsa comunicou que manteve a projeção de payout (ou a porcentagem do lucro que é distribuída em dividendos) de 120% a 150% para 2020, assim como a expectativa de captura de 110 milhões de reais por ano em sinergias de despesas resultantes da combinação com a Cetip (Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos). Para alavancagem financeira, a B3 disse que revisou para baixo sua projeção para este ano. A expectativa agora é de um indicador de 1,2 vez dívida líquida/Ebitda recorrente dos últimos 12 meses, frente 1,5 vez anteriormente. 

Natura 

A Natura (NTCO3) reportou lucro líquido de 377,7 milhões de reais no terceiro trimestre de 2020, avança de 0,2% na comparação anual.  A receita líquida avançou 31,7%, na mesma base de comparação, para 10,42 bilhões de reais, acima do consenso da Bloomberg, de 9,33 bilhões de reais. 

Hapvida

A Hapvida (HAPV3) superou estimativas do mercado e reportou Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) de 512,2 milhões de reais no terceiro trimestre deste ano, valor 93,8% maior que o registrado no mesmo período do ano anterior. A previsão de analistas para o Ebitda da empresa era de 460,1 milhões de reais, segundo estimativas compiladas pela Bloomberg. A companhia registrou lucro líquido de 247,8 milhões de reais entre julho e setembro deste ano, alta de 16,7% ante o terceiro trimestre de 2019.

SulAmérica

A SulAmérica (SULA11) teve lucro líquido de 1,7 bilhão no terceiro trimestre, crescimento de 603,8% na comparação com o mesmo período do ano passado. As receitas operacionais da companhia atingiram 5,1 bilhão de reais, avanço de 4,5% frente ao mesmo intervalo do ano passado.

Cyrela

A Cyrela (CYRE3) fecha o terceiro trimestre de 2020 com lucro líquido de 1,4 bilhão de reais, aumento de 1.244,4% em comparação ao mesmo período do ano anterior. O número foi recorde na história da companhia, tendo sido impulsionado pelos ganhos obtidos com os IPOs das construtoras Cury, Plano&Plano e Lavvi de 1,15 bilhão de reais. A receita líquida somou 1,16 bilhão de reais, salto de 59,6% sobre o faturamento do mesmo período do ano anterior.

EZTec

A EZTec (EZTC3) viu seu lucro líquido aumentar 96% no terceiro trimestre, na comparação anual, para 119,8 milhões de reais. O número ficou acima do consenso da Bloomberg de 109,7 milhões de reais. A receita líquida avançou 45%, na mesma base de comparação, para 271,6 milhões de reais, levemente abaixo do consenso de 275,8 milhões de reais. 

Even 

A Even (EVEN3) reportou lucro líquido de 40,7 milhões de reais no terceiro trimestre, avanço de 147,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. A receita líquida atingiu 435 milhões de reais, crescimento de 21,4% na mesma base de comparação. 

Light 

A Light (LIGT3) registrou lucro líquido de 136 milhões de reais no terceiro trimestre, revertendo prejuízo líquido de 11,0 milhões de reais um ano antes, mas abaixo do consenso da Bloomberg, de 222,7 milhões de reais. A receita líquida caiu 21% na comparação anual, indo para 2,85 bilhões de reais no período, levemente acima do consenso de 2,85 bilhões de reais.  

C&A

A C&A (CEAB3) teve prejuízo líquido de 28,2 milhões de reais no terceiro trimestre, revertendo lucro de 19,1 milhões em igual período do ano anterior. A receita líquida da companhia caiu 14% na mesma base de comparação, para 1,06 bilhão de reais. 

Eneva 

A Eneva (ENEV3) apresentou lucro líquido de 55,6 milhões de reais no terceiro trimestre deste ano, queda de 38% em comparação ao mesmo intervalo de 2019. O Ebitda ajustado, excluindo poços secos, foi de 288,3 milhões de reais, queda de 13,8% frente ao ano anterior. A receita líquida operacional atingiu 562,0 milhões de reais, 34,5% menor do que o registrado no mesmo trimestre de 2019.  

É hora de seguir investindo em ações de varejo/finanças/construção/educação? Monte a melhor estratégia com os especialistas da EXAME Research.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.