Moody’s afirma rating da Eletrobras com perspectiva negativa

Com nova nota, aproximadamente 1,8 bilhão de dólares em títulos de dívida foram afetados

São Paulo – A agência de classificação de risco Moody’s afirmou nesta terça-feira o rating da Eletrobras (ELET3) em Baa2 e rebaixou o seu perfil de risco de crédito individual (BCA) de ba1 para ba2, segundo nota enviada ao mercado.

No mesmo comunicado, a agência também afirmou o rating em moeda estrangeira de 1,75 bilhão de dólares em títulos globais, que vence em outubro de 2021. A perspectiva para todas as notas foi alterada para negativa de estável.

Segundo informa, a nota da Eletrobras reflete o forte suporte implícito do governo brasileiro, seu principal acionista, e a posição dominante no mercado de energia elétrica. Já o rebaixamento do BCA reflete a considerável redução nas métricas de crédito da companhia que Moody’s espera no médio prazo, em função da recente medida provisória anunciada pela presidente Dilma para a redução das tarifas de energia elétrica.

“A perspectiva negativa reflete a esperada deterioração nas métricas de crédito da companhia no médio prazo juntamente com as incertezas de que a empresa conseguirá reduzir seus custos de operação e reverter a situação de suas distribuidoras como a administração da companhia indicou recentemente”, informou.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.