• BVSP 121.113,93 pts +0,3%
  • USD R$ 5,5873 -0,0013
  • EUR R$ 6,7334 +0,0370
  • ABEV3 R$ 15,85 -0,13%
  • BBAS3 R$ 29,75 +0,37%
  • BBDC4 R$ 26,17 +1,43%
  • BRFS3 R$ 23,62 -2,80%
  • BRKM3 R$ 50,09 +3,24%
  • BRML3 R$ 9,8 +0,20%
  • BTOW3 R$ 68,22 +0,04%
  • CSAN3 R$ 90,81 -0,27%
  • ELET3 R$ 35,46 +3,68%
  • EMBR3 R$ 15,81 -0,94%
  • Petróleo US$ 61,98 +0,00%
  • Ouro US$ 1.807,30 +0,00%
  • Prata US$ 28,90 +0,00%
  • Platina US$ 1.207,20 +0,00%

Facebook muda feed de notícias e desagrada investidores

Rede social enfatizará post de amigos e de familiares, e não notícias, nos feeds de usuários

São Paulo -- As ações do Facebook caem forte nesta sexta-feira, após a empresa anunciar uma grande mudança no feed de notícias dos usuários. Por volta das 14h (horário de Brasília,) os papéis da rede social caíam 4,3%, para 179,70 dólares.

A partir de agora, segundo o presidente-executivo, Mark Zuckerberg, a rede irá priorizar o conteúdo de amigos e familiares, em detrimento das páginas dcurtidas. Assim, a quantidade de conteúdo não publicitário de empresas de mídia, celebridades e marcas nos feeds será reduzida.

O Facebook por anos tem priorizado o material que seus complexos algoritmos de computador pensam que as pessoas vão se envolver com comentários, “curtir” ou outras formas de mostrar interesse. Zuckerberg, disse que esse não será mais o objetivo.

“Estou mudando o objetivo que eu atribui a nossas equipes de produtos para que deixem de se concentrar em ajudá-lo a encontrar conteúdo relevante para ajudar você a ter interações sociais mais significativas”, escreveu Zuckerberg em post na rede social.

A mudança provavelmente significará que o tempo que as pessoas gastam no Facebook e algumas medidas de engajamento vão cair no curto prazo, disse o cofundador, acrescentando que a mudança será melhor para os usuários e para o negócio no longo prazo.

"Nós sentimos uma responsabilidade para garantir que nossos serviços não sejam apenas divertidos de usar, mas também sejam bons para o bem-estar das pessoas", disse Mark Zuckerberg na quinta-feira na página do Facebook.

A notícia chega uma semana depois que Zuckerberg anunciou que sua resolução de Ano Novo para 2018 seria se concentrar em problemas sistêmicos com o Facebook.

"O mundo se sente ansioso e dividido, e o Facebook tem muito trabalho a fazer -- seja protegendo a nossa comunidade contra abusos e ódio, defendendo a interferência de estados-nação, ou assegurando que o tempo gasto no Facebook seja bem gasto", disse Zuckerberg.

Com Reuters.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.