Em três dias, Banrisul quase dobra valor de mercado

Forte valorização das ações foi motivada pela notícia de que o governo federal teria condicionado o socorro financeiro ao Estado à privatização do banco

São Paulo — Nas últimas três sessões na Bolsa, o Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) viu seu valor de mercado passar de R$ 5,6 bilhões para R$ 10,4 bilhões, de acordo com cálculos da consultoria Economatica.

A forte valorização das ações nos últimos dias foi motivada pela notícia de que o banco está na lista de ativos que o governo do Rio Grande do Sul pretende vender para melhorar a situação do Estado.

De acordo com reportagem do jornal Valor Econômico, veiculada na última quinta-feira (26), o socorro financeiro do governo federal estaria condicionado à privatização do banco gaúcho.

No mesmo dia, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, confirmou que a venda do Banrisul faz parte das discussões entre sua equipe e o governo gaúcho, mas que a possibilidade ainda é analisada.

Já o Banrisul informou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que não identificou nenhuma informação que tivesse partido do Banco ou mesmo do seu controlador, o estado do Rio Grande do Sul. 

De quinta-feira até o fechamento de ontem, os papéis preferenciais da companhia dispararam 19%, enquanto o Ibovespa registrou queda de 2,3%. Em 2017, as ações do Banrisul acumulam alta de pouco mais de 50%. Atualmente, os papéis são cotados na casa dos 15 reais.