• BVSP 120.933,78 pts -0,2%
  • USD R$ 5,5464 -0,0004
  • EUR R$ 6,6886 +0,0089
  • ABEV3 R$ 15,7 -0,63%
  • BBAS3 R$ 29,62 -0,50%
  • BBDC4 R$ 23,61 -0,49%
  • BRFS3 R$ 23,86 +1,14%
  • BRKM3 R$ 53 +6,04%
  • BRML3 R$ 9,82 +0,31%
  • BTOW3 R$ 67,4 -1,17%
  • CSAN3 R$ 89,96 -0,93%
  • ELET3 R$ 35,07 -1,35%
  • EMBR3 R$ 15,43 -2,40%
  • Petróleo US$ 67,68 +0,77%
  • Ouro US$ 1.772,90 +0,10%
  • Prata US$ 25,97 +0,37%
  • Platina US$ 1.211,50 -0,02%

Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq voltam a registrar recordes

Os operadores do pregão nova-iorquino apostaram nas compras durante toda a jornada, em uma semana mais curta que o habitual após o feriado

Nova York - Os três principais indicadores de Wall Street, o Dow Jones Industrial, o S&P 500 e o Nasdaq Composite, fecharam nesta terça-feira com recordes históricos.

Ao final do pregão, o Dow Jones subiu 0,58%, para 20.743 pontos. Já o seletivo S&P 500 avançou 0,6%, até 2.365,38, enquanto o índice composto da Nasdaq fechou em alta de 0,47%, aos 5.865,95 pontos.

Os operadores do pregão nova-iorquino apostaram nas compras durante toda a jornada, em uma semana mais curta que o habitual após o feriado desta segunda-feira do Dia do Presidente, impulsionados pelos bons resultados de Wal-Mart (3%) e Home Depot (1,43%).

Os investidores também estiveram atentos a Verizon (0,45%) e Yahoo! (0,89%), após o anúncio de um novo acordo pelo qual o grupo de telecomunicações pagará US$ 350 milhões a menos pelo portal após os ciberataques maciços que sofreu.

Todos os setores em Wall Street terminaram em alta, entre os quais se destacaram o energético (1,07%), o de matérias-primas (1,06%), o financeiro (0,68%), o tecnológico (0,6%), o sanitário (0,23%) e o industrial (0,15%).

O Wal-Mart (3%) liderou os lucros no Dow Jones, na frente de Unitedhealth (1,87%), Boeing (1,65%), Home Depot (1,41%), Chevron (1,26%), Cisco Systems (1,16%), Nike (1,07%), JP Morgan (0,86%), Apple (0,72%) e Procter & Gamble (0,64%).

Do outro lado, as perdas foram puxadas pela Caterpillar (-0,76%), seguida por Dupont (-0,4%), Travelers (-0,33%), IBM (-0,22%), Microsoft (-0,2%), Walt Disney (-0,05%) e Pfizer (-0,03%).

Em outros mercados, a onça do ouro caía para US$ 1.236,9, enquanto a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos avançava até 2,432%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.