Dólar sobe com “briga da Ptax” e dúvida sobre recuperação econômica

Movimento global de valorização da moeda americana ganha força ao longo do dia e pressiona emergentes

O dólar fechou em alta contra o real, nesta sexta-feira, 31, acompanhando o movimento global de valorização da moeda.  O dólar comercial subiu 1,2% e encerrou sendo vendido por 5,218 reais. Com variação semelhante, o dólar turismo fechou cotado a 5,50 reais.

O pregão foi marcado pela “briga da Ptax” de fim de mês, taxa que serve como referência para contratos cambiais. “Hoje é encerramento de contratos futuros de dólar. Então, tem a briga da Ptax em que os comprados pressionam a taxa para cima e os vendidos, para baixo. Costuma ser um dia em que o dólar apresenta algumas distorções de preço”, explica Jefferson Laatus, estrategista-chefe do Grupo Laatus.

No entanto, o cenário externo também não ajudou o real, com o dólar se valorizando contra a maioria das moedas emergentes. “Apesar dos balanços positivos de empresas de tecnologia, o resultado da petroleira americana Chevron foi muito ruim. Alguns balanços na Europa também vieram abaixo do esperado. Isso mostra que o coronavírus ainda está impactando o crescimento das economias”, comentou Jefferson Ruik, diretor de câmbio da Correparti.

O índice Dxy, que mede o desempenho da moeda americana ante uma cesta de divisas fortes, como o euro, a libra esterlina e o iene, também passou a subir forte, após ter tocado o menor patamar desde 2018 mais cedo.

“O pacote da União Europeia de 750 bilhões de euros derrubou o dólar no mundo inteiro, inclusive em países emergentes. Não é o real que está ficando forte, é o dólar que está ficando fraco”, disse Pablo Spyer, diretor de operações da Mirae Asset.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Plano mensal Revista Digital

Plano mensal Revista Digital + Impressa

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

R$ 15,90/mês

R$ 44,90/mês

Plano mensal Revista Digital

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

ASSINE

Plano mensal Revista Digital + Impressa

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças + Edição impressa quinzenal com frete grátis.

ASSINE