• BVSP 119.371,88 pts -0,6%
  • USD R$ 5,4682 -0,1012
  • EUR R$ 6,5669 -0,1371
  • ABEV3 R$ 15,77 +0,96%
  • BBAS3 R$ 29,72 -1,26%
  • BBDC4 R$ 23,05 -0,90%
  • BRFS3 R$ 23,44 -1,55%
  • BRKM3 R$ 50,96 -1,53%
  • BRML3 R$ 9,63 -1,93%
  • BTOW3 R$ 65,15 -0,84%
  • CSAN3 R$ 92,41 -0,19%
  • ELET3 R$ 35,3 +0,17%
  • EMBR3 R$ 15,15 +0,46%
  • Petróleo US$ 65,25 +0,34%
  • Ouro US$ 1.782,10 -0,68%
  • Prata US$ 26,17 -1,78%
  • Platina US$ 1.205,40 -0,95%

Dólar cai ante real com correção, mas política segue em foco

Às 10:07, a moeda americana recuava 0,73 por cento, a 3,3146 reais na venda., após fechar perto de 3,34 reais no pregão passado

São Paulo - Depois de acumular alta de 1,65 por cento nas últimas quatro sessões, o dólar trabalhava em queda ante o real nesta segunda-feira, movimento de correção influenciado pelo cenário externo, mas sem deixar de lado o risco político doméstico.

Às 10:07, o dólar recuava 0,73 por cento, a 3,3146 reais na venda., após fechar perto de 3,34 reais no pregão passado. O dólar futuro tinha baixa de 0,33 por cento.

"Com a agenda mais esvaziada, abre espaço para correção", resumiu um operador de uma corretora nacional.

O presidente Michel Temer é alvo de inquérito autorizado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pelos crimes de corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa, em investigação que tem como base a delação do executivo da JBS Joesley Batista.

Na sexta-feira, a Polícia Federal concluiu que não houve edição na gravação da conversa entre Joesley e o presidente. O mercado trabalhava, assim, sob a expectativa pela apresentação de denúncia do procurador-geral da república, Rodrigo Janot, contra Temer, o que deve ocorrer em breve.

"Joga contra Temer o fato de a Polícia Federal ter concluído (em perícia) que a gravação do executivo da J&F não foi editada, o que vai contra a defesa do presidente e alimenta a cautela no Planalto, que já se mobiliza para definir reações a denúncia", escreveu a corretora Correparti em relatório a clientes.

O mercado também acompanhava o comportamento das moedas no exterior, onde tinha baixa firme ante o rand sul-africano e o peso mexicano, entre outras.

O Banco Central brasileiro realiza nesta sessão mais um leilão de até 8,2 mil swaps cambiais tradicionais --equivalentes à venda futura de dólares-- para rolagem dos contratos que vencem julho.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.