Dólar amplia queda e fica em R$ 3,27 após decisão do FED

O FED, banco central americano, projetou ao menos mais dois aumentos em 2018

São Paulo – O dólar operava em queda de quase 1% na tarde desta quarta-feira, após o Federal Reserve, banco central norte-americano, elevar a taxa de juros nos Estados Unidos.

Por volta das 15h20, a moeda americana registrava desvalorização de 0,97% sendo negociado na casa dos 3,27 reais. Ontem, o dólar alcançou o maior patamar do ano, fechando em  3,3084 reais.

O FED projetou ao menos mais dois aumentos em 2018, sinalizando crescente confiança de que os cortes de impostos e gastos do governo vão impulsionar a economia e a inflação e levar a um aperto futuro mais agressivo.

O receio dos investidores é que os juros subam mais de três vezes este ano, isso porque as taxas mais altas nos Estados Unidos podem atrair recursos aplicados em outras praças financeiras, como o Brasil.

Bolsa

Já o Ibovespa, principal índice da Bolsa, operava em alta de 0,49% sendo negociado na casa dos 84 mil pontos.

Na ponta positiva do índice estão as ações da Suzano, com alta de 4,33%, Embraer (+4,01%) e Petrobras (+3,67%).

Entre os destaques negativos estão a Cielo e Smiles, com queda de 2,26% e 2,10%, respectivamente.

 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.