CVM julgará Rubens Ometto, da Cosan

Ele é acusado de uso de informação privilegiada na negociação de ações às vésperas do anúncio da listagem na Bolsa de Nova York

São Paulo – Seis anos após o nascimento da Cosan Limited, a CVM julgará em 9 de julho o fundador do grupo, Rubens Ometto.

Ele é acusado de uso de informação privilegiada na negociação de ações às vésperas do anúncio da listagem na Bolsa de Nova York.

Procurada, a Cosan informou que não comenta julgamentos, mas “deixa claro que seus administradores não reconhecem culpa em nenhum dos episódios”.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.