Cielo dispara 12% na expectativa de que BC libere pagamento via WhatsApp

Autarquia autorizou volta dos testes com o WhatsApp Pay, segundo revista; ação libera altas do Ibovespa

As ações da Cielo chegaram a subir 11,98% nesta sexta-feira, 31, após o site da revista Veja noticiar que Banco Central autorizou a volta dos testes com o WhatsApp Pay e que, segundo uma fonte da reportagem, só aguardam a formalização do BC para que eles voltem a ser feitos. Às 16h20, os papéis subiam 10,74% e eram negociados por 5,36 reais, liderando as altas do Ibovespa.

O serviço de transferências via WhatsApp havia sido suspenso em 23 de junho, quando a autarquia alegou a possibilidade de “danos irreparáveis” ao setor financeiro e, na época, afirmou que a decisão pretendia preservar um ambiente adequadamente “competitivo”.

A autorização do Banco Central é um dos últimos entraves para que o serviço seja possibilitado, tendo em vista que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) retirou, ainda no fim de junho, a medida cautelar que suspendia a parceria entre a Cielo e o Facebook.

Em 15 de junho, quando anunciou a parceria com o Facebook para viabilizar transferências pelo aplicativo, a Cielo fechou em alta de 14%.

Embora a parceria com o WhatsApp seja vista como um fôlego extra para a companhia, que tem sofrido com o aumento da concorrência no setor de maquininhas, analistas do UBS não a vê como um grande trunfo.

“Hoje, considerando a estrutura anunciada, o impacto potencial da parceria da Cielo com a ferramenta de pagamento Whatsapp (com aprovação regulatória pendente) é muito baixo nos volumes/ganhos”, afirmam analistas do UBS em relatório.

Para o UBS, o preço-alvo da ação é de 4,60 reais. Analistas do BTG Pactual consideram um preço-alvo levemente superior, de 5 reais, mas ainda assim abaixo da cotação atual

No segundo trimestre, a Cielo teve prejuízo líquido de 75,2 milhões de reais ante o lucro de 428,5 milhões de reais registrados no mesmo período do ano passado. Na bolsa, as ações da companhia têm o pior desempenho no acumulado dos últimos 3 anos, com queda de 75,40%. No ano, os papéis acumulam queda de cerca de 35%, já considerando a alta de hoje.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Plano mensal Revista Digital

Plano mensal Revista Digital + Impressa

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

R$ 15,90/mês

R$ 44,90/mês

Plano mensal Revista Digital

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

ASSINE

Plano mensal Revista Digital + Impressa

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças + Edição impressa quinzenal com frete grátis.

ASSINE