CÂMBIO-Após cair à mínima em 3 semanas, dólar tem leve alta

SÃO PAULO, 28 de dezembro (Reuters) – O dólar continuou no
patamar de 1,69 real nesta terça-feira, acompanhando o mercado
externo após cair pela manhã ao menor nível em três semanas.

A moeda norte-americana terminou cotada a 1,692
real, com variação positiva de 0,12 por cento.

A mínima do dia, a 1,680 real, foi o menor patamar para a
taxa de câmbio desde 7 de dezembro.

O dólar acompanhou a tendência do mercado internacional,
onde predominaram ajustes de posição antes do fim do ano, de
acordo com operadores no exterior. O euro , por exemplo,
chegou a ser cotado acima de 1,32 dólar pela manhã, para mais
tarde perder força e operar em queda. Em relação ao franco
suíço , o dólar bateu recorde de baixa no começo do dia,
mas depois também se recuperou ligeiramente.

No Brasil, o mercado se concentrou em operações “de giro”,
sem montagens de posições de prazo mais longo e “praticamente
livre de interferência de fluxo”, de acordo com o operador de
uma corretora em São Paulo. “Essa semana, desde o início, está
sendo quase nula em termos de remessas, com exceção de ontem no
começo da manhã.”

O volume de operações registradas na clearing de câmbio da
BM&FBovespa, até poucos minutos antes do fechamento, era de
cerca de 2,2 bilhões de dólares em D+1 e D+2 (com liquidação em
um e dois dias úteis). A média neste mês é de 3 bilhões de
dólares, aproximadamente.

Mesmo com o volume reduzido, o Banco Central manteve a
política de aquisição de dólares no mercado com a realização de
um leilão no período da tarde. A taxa de corte da operação foi
de 1,6921 real.

(Reportagem de Silvio Cascione; Edição de Nathália
Ferreira)

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.