Bovespa recua à espera de novos dados sobre Grécia

São Paulo – A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em baixa, com investidores atentos a notícias sobre a situação da Grécia, após o Parlamento do país confirmar as expectativas dos mercados globais ontem. Já pela tarde, o feriado prolongado de Corpus Christi deve esvaziar o pregão da Bolsa. Às 10h14 (horário de Brasília), o índice Bovespa (Ibovespa) descia 0,26%, aos 61.261 pontos.

Na avaliação do operador da mesa de renda variável de uma corretora paulista, a correção da Bolsa hoje deve ser mais saliente em relação às do exterior, pois o noticiário internacional pode ganhar força nos próximos dias. “Ninguém vai querer ficar posicionado, sem saber o que pode acontecer”, diz. Ele lembra que o pregão na sexta-feira deve ter ímpeto reduzido em termos de liquidez.

Nos dois lados do Atlântico Norte, as bolsas realizam lucros, depois de terem subido nos últimos dias em meio à esperança de uma solução para a crise fiscal na Grécia. Ontem à noite, o Parlamento grego concedeu um voto de confiança ao recém-reformulado governo do primeiro-ministro, George Papandreou, abrindo espaço para a votação de amplas reformas no país mediterrâneo a fim de obter a liberação de recursos financeiras via União Europeia (UE) e Fundo Monetário Internacional (FMI).

Diante desse alívio, as atenções dos investidores se voltam hoje ao anúncio da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) às 13h30 (horário de Brasília), que não deve trazer surpresas. A expectativa se volta para a entrevista a ser concedida pelo seu presidente, Ben Bernanke, às 15h15, faltando apenas oito dias para o fim da segunda fase do programa de alívio quantitativo (QE2). Na agenda de indicadores, às 11 horas, sai o índice de preços de moradias nos EUA em abril e, às 11h30, é a vez dos estoques semanais de petróleo bruto e derivados.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.