Bolsas da América Latina fecham díspares

O índice geral da Bolsa de Valores da Colômbia (IGBC) fechou nesta quarta-feira em alta de 0,46%, para 14.646,38 pontos

O índice geral da Bolsa de Valores da Colômbia (IGBC) fechou nesta quarta-feira em alta de 0,46%, para 14.646,38 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 133,353 bilhões de pesos (US$ 97,15 milhões) em 2.501 operações.

O Índice de Preços e Cotações (IPC) da Bolsa Mexicana de Valores (BMV) fechou nesta quarta-feira em alta de 0,41% aos 43.647,99 pontos. No pregão foram negociados 390 milhões de títulos, com giro financeiro de 13,1 bilhões de pesos (US$ 1,02 bilhão).

O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago do Chile, o IPSA, fechou nesta quarta-feira em leve alta de 0,06%, aos 4.291,08 pontos. Já o índice geral da bolsa chilena (IGPA) subiu 0,08%, para 20.979,44 pontos. O montante das ações negociadas chegou a 98,8 bilhões de pesos (US$ 208 milhões).

O índice Merval, da Bolsa de Comércio de Buenos Aires, fechou nesta quarta-feira em baixa de 0,95%, para 2.843,96 pontos. Já o Índice Geral da Bolsa subiu 0,02%, para 162.712,83 pontos, enquanto o Merval 25 recuou 0,82%, fechando aos 2.850,50 pontos. No mercado de câmbio, o dólar subiu levemente, cotado a 4,85 pesos para compra e 4,90 pesos para venda.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.