Bolsas da AL encerram com resultados díspares

O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago, o IPSA, fechou nesta segunda-feira em baixa de 0,71%, para 3.679,40 pontos

Cidade do México/Santiago do Chile/Buenos Aires/Bogotá – O principal indicador da Bolsa Mexicana de Valores, o Índice de Preços e Cotações (IPC), fechou nesta segunda-feira em alta de 0,77%, para 42.508,03 pontos.

Durante o pregão foram negociados 481 milhões de títulos nos mercados global e local, com giro financeiro de 19,48 bilhões de pesos (US$ 1,51 bilhão).

O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago, o IPSA, encerrou em baixa de 0,71%, para 3.679,40 pontos.

Já o índice geral da bolsa chilena (IGPA) caiu 0,43%, para 18.121,52 pontos. O montante das ações negociadas foi de 371,813 bilhões de pesos (US$ 708,21 milhões) em 708,21 negociações.

O índice Merval da Bolsa de Comércio de Buenos Aires subiu 1,64%, para 5.351,29 pontos.

Já o Índice Geral da Bolsa caiu 0,99%, para 261.167,69 pontos, e o Merval 25 subiu 1,44%, para 5.346,70. O giro financeiro do dia foi de 84,3 milhões de pesos (US$ 13 milhões), com 42 títulos em alta, 21 em baixa e oito estáveis.

Entre as ações que mais cresceram estiveram Telecom Argentina (+5,96%), Petrobras Argentina (+3,94%) e YPF (+3,60%). No mercado de câmbio, o preço do dólar subiu três centavos, para 6,45 pesos.

O índice geral (IGBC) da Bolsa de Valores da Colômbia (BVC) teve desvalorização de 1,71%, para 1.602,60 pontos. Foram negociados títulos no valor de 103 bilhões de pesos (US$ 53,54 milhões) em 2.037 operações.

Atualizado às 21h13.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.