Bolsa abre em baixa após dados de emprego nos EUA

São Paulo – A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu o dia em baixa, após a divulgação do relatório do mercado de trabalho dos Estados Unidos (payroll). Os dados vieram levemente abaixo do esperado, o que serviu para esfriar o otimismo global. Às 11h21 (horário de Brasília), já mais próximo da estabilidade, o índice Bovespa (Ibovespa) recuava apenas 0,03%, para 68.122 pontos.

Antes do anúncio do relatório de empregos nos EUA, o avanço das bolsas no exterior era estimulado pela expectativa de um número bastante positivo do payroll. Porém, o indicador trouxe a criação de 192 mil vagas em fevereiro, abaixo da previsão de 200 mil novos postos de trabalho.

A retomada das tensões na Líbia, onde as forças militares de Muamar Kadafi são acusadas de voltarem a bombardear áreas rebeldes hoje, já fazem o preço do petróleo retomar a alta, o que também contribui para esfriar os negócios. Ontem, houve uma trégua em virtude da possibilidade de uma negociação pacífica com a Líbia intermediada pela Venezuela. A França, no entanto, reiterou que não aceitaria qualquer solução que envolvesse a permanência do ditador líbio no poder.

No Brasil, o mercado traz um fato adicional: depois de duas altas consecutivas da Bovespa, analistas não descartam o risco de os investidores buscarem hoje embolsar ganhos e evitar passar o feriadão de carnaval posicionados. Sabendo que a bolsa brasileira ficará fechada até a próxima quarta-feira, dia 9, quando haverá um pregão reduzido, o volume financeiro poderá ser limitado. “Se houver volatilidade, o volume pode até repetir o dos outros dias, mas não de dinheiro novo, e sim de negociação”, pondera um operador.

Mais cedo, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de fevereiro desacelerou para 0,80%, ante 0,83% em janeiro. Já o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), teve leve desaceleração no mês passado, para 0,96%, ante a taxa de 0,98% em janeiro. Ambos os indicadores de inflação vieram em linha com as expectativas do mercado.

Na temporada de balanços, duas empresas divulgaram seus resultados na manhã de hoje. A Tele Norte Leste Participações (Oi), que controla Telemar Norte Leste (Tmar) e Brasil Telecom (BrT), encerrou o quarto trimestre de 2010 com lucro líquido de R$ 284 milhões, revertendo prejuízo de R$ 597 milhões em igual período de 2009. No acumulado de 2010, o resultado da empresa recuou 65,6%, para R$ 1,75 bilhão, ante lucro líquido de R$ 5,092 bilhões em 2009. Já o lucro líquido do frigorífico Minerva recuou 68,6% em 2010, para R$ 22,898 milhões.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.