• BVSP 121.113,93 pts +0,3%
  • USD R$ 5,5886 +0,0000
  • EUR R$ 6,6964 +0,0000
  • ABEV3 R$ 15,85 -0,13%
  • BBAS3 R$ 29,75 +0,37%
  • BBDC4 R$ 26,17 +1,43%
  • BRFS3 R$ 23,62 -2,80%
  • BRKM3 R$ 50,09 +3,24%
  • BRML3 R$ 9,8 +0,20%
  • BTOW3 R$ 68,22 +0,04%
  • CSAN3 R$ 90,81 -0,27%
  • ELET3 R$ 35,46 +3,68%
  • EMBR3 R$ 15,81 -0,94%
  • Petróleo US$ 66,29 +0,00%
  • Ouro US$ 1.807,30 +0,00%
  • Prata US$ 28,05 +0,00%
  • Platina US$ 1.208,70 +0,00%

Bitcoin bate novo recorde e já vale mais de US$ 2,2 mil

Desde o começo do ano, criptomoeda acumula alta de mais de 120%

São Paulo — A bitcoin bateu um novo recorde nesta segunda-feira, atingindo a marca dos 2,2 mil dólares. Por volta das 15h30, o preço da moeda digital estava em torno dos 2.266,22 dólares, de acordo com o índice de preços da Coindesk.

Curiosamente, a primeira transação feita com bitcoin completa exatos setes anos hoje. Em 22 de maio de 2010, um programador chamado Laszlo Hanyecz gastou 10 mil bitcoins,  equivalentes na época a pouco mais de 25 dólares, na compra de duas pizzas. Hoje, essas seriam as pizzas mais caras do planeta.

Disparada

O rali da bitcoin parece não ter fim.  De janeiro para cá, a criptomoeda acumula alta de mais de 120%. Só hoje, a valorização é de 9%.

Alguns fatores ajudam a explicar a disparada. Um deles é o aumento do interesse dos japoneses, depois que o governo do país regulamentou a utilização da criptomoeda como forma de pagamento. A companhia aérea Peach Aviation, por exemplo, informou hoje que será a primeira no Japão a aceitar a bitcoin na compra de bilhetes.

A busca por outras moedas virtuais, como o ether, também estaria influenciando os preços. Como as transações são feitas em bitcoin, o preço da criptomoeda mais conhecida entre investidores aumenta conforme a demanda pelas outras.

Além disso, os investidores seguem otimistas com as chances da SEC (o órgão que regula o mercado mobiliário nos Estados Unidos) aprovar a criação do primeiro ETF atrelado à moeda.

Além do Japão e dos Estados Unidos, a China, Rússia e o México estão em processo de regulamentação de leis sobre o uso de moedas digitais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.