Ação da operadora de turismo Thomas Cook despenca 75% com efeito da crise

Empresa disse que irá atrasar a publicação dos resultados e que tem conversado com bancos

São Paulo – As ações da operadora de turismo britânica Thomas Cook (TCG) despencaram 75% na sessão desta terça-feira na bolsa de Londres. A crise europeia atingiu em cheio as reservas no trimestre atual e afetou as condições de caixa e liquidez da empresa, mostra um comunicado publicado hoje.

O anúncio assustou os investidores e os ativos despencaram 75%, para 10,20 centavos de libras. A empresa quer renegociar com bancos um empréstimo de aproximadamente 100 milhões de libras assinado em outubro, disse o diretor financeiro Paul Hollingworth em uma teleconferência.

A divulgação do balanço com os resultados para o ano fiscal encerrado em 30 de setembro foi adiada e só será revelada após o término das negociações com os bancos, que devem levar até seis semanas. O CEO da Thomas Cook, Manny Fontela-Novoa deixou o cargo em agosto após a companhia reduzir a estimativa de lucro pela terceira vez no ano.
 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.