10 notícias para lidar com os mercados nesta terça-feira

Eike negocia venda da OSX para se capitalizar após perdas; Grécia necessita de 30 bilhões de euros da UE para crise

São Paulo – Aqui está o que você precisa saber.

1- Eike negocia venda da OSX para se capitalizar após perdas. O bilionário Eike Batista está em negociações para vender o ativo com melhor desempenho entre suas seis empresas de capital aberto para levantar recursos depois que seu império de commodities e energia somou perdas de US$ 458 milhões no segundo trimestre.Agora, ele negocia a venda da OSX Brasil SA para a Sete Brasil Participações SA, em troca de uma fatia na operadora e gestora de contratos de exploração de petróleo, segundo duas pessoas com conhecimento direto da transação.

2- Espanha capta € 3,982 bilhões com maiores juros desde julho. O Tesouro Público espanhol captou nesta terça-feira 3,982 bilhões de euros em letras a três e seis meses, valor abaixo do máximo previsto, que era de quatro bilhões de euros, e teve que subir os juros de ambas emissões para 1,25% e 2,3%, o mais alto desde julho.

3- Ações do Facebook despencam 10% após anúncio de revista. As ações do Facebook despencaram 10% nesta segunda-feira,para U$20.64, depois de a revista Barron´s questionar o valor da empresa e avaliar o preço do papel em U$15. Para proteger o preço do papel, foi acionado o “circuit breaker” da Nasdaq. As ações já sofreram queda de 46% do seu preço em maio (U$38), data de sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês).

4- Sharp tomará US$2,7 bi em novos empréstimos, dizem fontes. A Sharp deve obter até quinta-feira aprovação de 210 bilhões de ienes (2,7 bilhões de dólares) em novos empréstimos como parte dos esforços para voltar a gerar lucro, disse nesta terça-feira uma fonte de um dos bancos envolvidos no processo. A fabricante japonesa já apresentou a proposta de reestruturação em que ressalta como voltará a gerar lucro nos seis meses a partir de 1o de outubro, afirmou a fonte à Reuters.

5- Bolsas da Ásia fecham em queda; Xangai perde 0,2%. A maioria dos mercados asiáticos fechou em baixa nesta terça-feira. Uma das exceções foi a Bolsa de Hong Kong, que terminou estável. Os investidores lutaram para encontrar uma direção em meio às preocupações de novo enfraquecimento econômico naChina. O Hang Seng encerrou aos 20.698,68 pontos. 


6- Grécia necessita de 30 bilhões de euros da UE para crise. A Grécia necessita de 30 bilhões de euros suplementares para superar sua crise orçamentária, que não serão fornecidos pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) e deverão ser obtidos pelos membros da União Europeia (UE), revelou nesta terça-feira o jornal alemão “Suddeutsche Zeitung”. A publicação afirmou que segundo fontes de Bruxelas, a Grécia não será capaz de financiar seu orçamento em 2015 sem ajuda suplementar nem de refinanciar sua dívida completamente nos mercados financeiros a partir de 2020. 

7- Prada lucra 59% a mais no primeiro semestre. Os resultados da grife italiana Prada mostraram que não está ocorrendo desaceleração do consumo no mercado de luxo. A companhia divulgou, nesta segunda-feira, lucro líquido 59,5% maior no primeiro semestre, na comparação com igual período de 2011. Ela registrou 286,4 milhões de euros de lucro líquido, ante os 179,5 milhões de euros registrados um ano antes.

8- Ações europeias rondam estabilidade; há potencial de alta. As ações europeias operavam perto da estabilidade nesta terça-feira, com operadores afirmando que as recentes medidas de estímulo de bancos centrais deram aos mercados acionários potencial de alta, embora haja temores não resolvidos sobre a crise da dívida da zona do euro.

9- BNDES impulsiona negócios no mercado local de dívida corporativa. O BNDES está intensificando esforços para estimular o mercado de títulos corporativos depois que uma falta de liquidez frustrou os esforços do governo para construir um mercado local de dívida.O volume negociado no mercado secundário saltou 86 por cento no ano até agosto, para R$ 18,8 bilhões, comparado à média anual de R$ 17,6 bilhões dos últimos três anos, segundo dados da Anbima.

10- Como um Nobel de Fisiologia explica o mercado com um cão. O comportamento de um cachorro diante da sua comida, ou de um sinal que a representa, ajuda a entender o sentimento do investidor em relação a um mercado de ações em alta ou em queda. Os operadores tendem a pensar que o mercado está “seguro” quanto está em alta e arriscado quando em queda. A analogia com a resposta de um cão ao ser estimulado por um alimento foi realizada por Pater Tenebrarum, um analista independente que atua no mercado financeiro e escreve em seu blog Acting Man, sempre com a visão do ponto de vista da escola econômica Austríaca. Tenebrarum recorre à teoria do cientista russo Ivan Petrovich Pavlov, Nobel de Fisiologia em 1904. 

Com Agência Estado, Bloomberg, EFE, Reuters, Veja.  

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.