Mercado imobiliário
Acompanhe:

Preço de venda de imóveis aumenta 0,46% em novembro no país; veja médias das capitais

Preço médio de venda de um imóvel residencial chega a R$ 8.297/m² em novembro nas capitais brasileiras, segundo o Índice FipeZap

Imóveis: no ano, o preço de venda acumula alta acima da inflação (Leandro Fonseca/Exame)

Imóveis: no ano, o preço de venda acumula alta acima da inflação (Leandro Fonseca/Exame)

K
Karla Mamona

Publicado em 8 de dezembro de 2022, 12h32.

Última atualização em 8 de dezembro de 2022, 13h57.

O preço dos imóveis residenciais à venda no país encerrou novembro com alta de 0,46%, segundo dados do Índice FipeZap. Comparativamente, o IGP-M/FGV apresentou uma deflação mensal de 0,59%, enquanto a prévia da inflação ao consumidor dada pelo IPCA-15/IBGE indicou um incremento de 0,53% nos preços ao consumidor.

Os preços subiram em 14 capitais: Vitória (+2,65%), Campo Grande (+2,60%), Maceió (+1,80%); Recife (+1,75%); Goiânia (+1,68%); Manaus (+1,37%); João Pessoa (+0,87%); Florianópolis (+0,79%); Curitiba (+0,76%); Fortaleza (+0,64%); São Paulo (+0,42%); Belo Horizonte (+0,21%); Porto Alegre (+0,06%); e Rio de Janeiro (+0,01%). Em Brasília (-0,07%) e Salvador (-0,05%), em contraste, foram apurados recuos nos preços de venda de imóveis residenciais.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

Até novembro de 2022, o Índice FipeZAP+ de Venda Residencial acumulou uma alta nominal de 5,84% no ano, variação superior à inflação ao consumidor de 5,26% (considerando o comportamento observado do IPCA/IBGE até outubro e a prévia para novembro, dada pelo IPCA15/IBGE*) bem como em relação ao comportamento do IGP-M/FGV no período (+4,98%).

Nos últimos 12 meses, o Índice FipeZAP+ registrou um avanço nominal de 6,34% nos últimos 12 meses encerrados em novembro. Em comparação ao comportamento dos preços da economia, a variação acumulada pelo Índice FipeZAP+ nesse recorte superou a inflação medida pelo IPCA/IBGE (+6,03%)* e pelo IGP-M/FGV (+5,90%).

Preço médio

O levantamento apontou ainda que, com base na amostra de anúncios de imóveis residenciais disponibilizados para venda em novembro de 2022, o preço médio calculado para as cidades monitoradas pelo Índice FipeZAP+ foi de R$ 8.297/m².

Entre as 16 capitais incluídas nesse rol, Vitória apresentou o valor de metro quadrado mais elevado no referido mês (R$ 10.360/m²), seguida por São Paulo (R$ 10.171/m²), Rio de Janeiro (R$ 9.853/m²), Florianópolis (R$ 9.492/m²) e Brasília (R$ 8.773/m²).

Em contraste, considerando as capitais monitoradas com menor preço médio de venda residencial na amostra de novembro, destacaram-se: Campo Grande (R$ 5.120/m²), João Pessoa (R$ 5.413/m²), Salvador (R$ 5.676/m²), Goiânia (R$ 6.093/m²) e Manaus (R$ 6.119/m²).

Últimas Notícias

ver mais
Fundos imobiliários: quais bairros de São Paulo são os mais procurados
seloMercado imobiliário

Fundos imobiliários: quais bairros de São Paulo são os mais procurados

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Novo plano Diretor mira frear 'boom' de apartamentos compactos
seloMercado imobiliário

Novo plano Diretor mira frear 'boom' de apartamentos compactos

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Preço do aluguel em São Paulo sobe 15,5% em 2022, diz levantamento do QuintoAndar
seloMercado imobiliário

Preço do aluguel em São Paulo sobe 15,5% em 2022, diz levantamento do QuintoAndar

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Não é Rio, nem SP: qual capital tem o preço de imóvel mais alto do país?
seloMercado imobiliário

Não é Rio, nem SP: qual capital tem o preço de imóvel mais alto do país?

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
icon

Brands

ver mais

Uma palavra dos nossos parceiros

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais