Mercado imobiliário

Metro quadrado na Vila Olímpia passa dos R$ 100 pela 1ª vez, diz QuintoAndar

Bairro fica atrás apenas de Ipanema e Leblon, no Rio de Janeiro, que são os mais caros do País

Vila Olímpia: bairro paulistano é conhecido pelos prédios comerciais (Getty Images/Getty Images)

Vila Olímpia: bairro paulistano é conhecido pelos prédios comerciais (Getty Images/Getty Images)

Beatriz Quesada
Beatriz Quesada

Repórter de Invest

Publicado em 12 de junho de 2024 às 08h02.

O bairro da Vila Olímpia, na Zona Sul de São Paulo, ultrapassou pela primeira vez a marca de R$ 100 por metro quadrado quando o assunto é aluguel de imóveis. O m² do bairro custa, em média, R$ 101,7 segundo o Índice de Aluguel QuintoAndar Imovelweb de maio. 

Segundo a plataforma, esta é a primeira vez que um bairro da cidade ultrapassa os R$ 100 por m². No Rio de Janeiro, o Leblon já havia ultrapassado a marca no ano passado. Em maio, Ipanema tomou a dianteira e ficou com o m² cotado a R$ 104,3.

  • Ipanema - Rio de Janeiro (RJ): R$ 104,3
  • Leblon - Rio de Janeiro (RJ): R$ 104
  • Vila Olímpia - São Paulo (SP): R$ 101,7

Depois dos bairros cariocas, a Vila Olímpia é a região mais cara do País para aluguel. Vale lembrar que o índice considera apenas cinco capitais estaduais – São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre – além do Distrito Federal. Balneário Camboriú (SC), por exemplo, fica de fora do ranking. 

O preço médio da cidade de São Paulo ficou em R$ 63,41 – 37% menor que o cobrado na Vila Olímpia. Ao lado da Avenida Faria Lima, considerada o centro financeiro da capital paulista, a região tem registrado uma valorização contínua. 

“O bairro é considerado um dos principais polos empresariais da cidade e tem diversos estúdios e apartamentos menores, o que contribui para que a média do metro quadrado seja elevada”, afirma Thiago Reis, gerente de Dados do Grupo QuintoAndar.

A Vila Olímpia teve uma valorização de 9,11% no último ano.

Metodologia do Índice de Aluguel QuintoAndar Imovelweb

Divulgado mensalmente, o Índice de Aluguel QuintoAndar Imovelweb avalia a evolução mensal dos preços tanto de anúncios como de contratos de aluguel para chegar a um preço geral para cada bairro e cada cidade. Os dados são ponderados para formar um índice geral da cidade. 

Os bairros com maior número de imóveis alugados têm um peso relativamente maior na composição do índice geral. Segundo o QuintoAndar, o indicador final é uma média ponderada e suavizada, dos preços levando em conta os meses anteriores.

O índice usa ainda um modelo de preços flexível, que permite a incorporação de variáveis estruturais e de localização. Fatores como tamanho do imóvel, número de vagas de garagem, acessibilidade a escolas, entre outros, são levados em conta para ajustar o índice.

Acompanhe tudo sobre:ImóveisQuintoAndar

Mais de Mercado imobiliário

Veja os três bairros de São Paulo em que a cobrança de aluguel é mais distante do ideal

O que fazer se um herdeiro não quiser vender o imóvel?

Como é morar no bairro Artur Alvim, bairro que homenageia famoso engenheiro

‘Decorado-holograma’: realidade aumentada é aposta de imobiliária para conquistar clientes

Mais na Exame