Especulômetro EXAME-Loft revela onde a especulação imobiliária aumentou em São Paulo

Indicador aponta a diferença entre o valor de anúncio de imóvel e o de registro em cartório, com o objetivo de ampliar a transparência de compra e venda e economizar tempo e dinheiro das partes
São Paulo: dos 23 bairros avaliados, 11 tiveram aumento considerável entre o valor anunciado e transacionado (Reprodução/Getty Images)
São Paulo: dos 23 bairros avaliados, 11 tiveram aumento considerável entre o valor anunciado e transacionado (Reprodução/Getty Images)
D
Da redação

Publicado em 22/07/2022 às 06:09.

Última atualização em 22/07/2022 às 11:25.

A especulação imobiliária segue em alta na cidade de São Paulo. É o que aponta a nova edição do Índice Especulômetro EXAME-Loft, que reúne a EXAME com a Loftuma das principais startups dedicadas ao mercado de imóveis no país e uma das líderes com sua plataforma digital de compra e venda.

A especulação é avaliada por meio da diferença média de preço entre o valor pedido pelo proprietário e o efetivamente acertado em contrato. Os dados são relativos ao trimestre encerrado em abril de 2022.

De acordo com o levantamento, dos 23 bairros avaliados, 11 tiveram aumento considerável entre o valor anunciado e transacionado. O bairro Moema Índios é o que apresenta a maior diferença, de 45%.

Outros dois bairros que estão destaque ao avaliar essa diferença é o bairro da República, com uma diferença de 31,51%. O bairro de Pinheiros aparece na sequência, com 26,65%. Outros destaques de alta foram Vila Mariana (24,70%), Aclimação (23,88%), Brooklin (21,21%), Bela Vista (20,71%), Itaim Bibi (19,75%), Alto de Pinheiro (18,31%), Lapa (15,83%) e Vila Leopoldina (14,03%).

Em contrapartida, sete bairros apresentaram queda entre o valor anunciado e transacionado, ou seja, a especulação imobiliário diminui. Os bairros são: Jardim Paulistano, Paraíso, Jardim América, Campo Belo, Vila Nova Conceição, Vila Olímpia e Alto da Lapa.

ESPECULOMETRO JULHO

(Loft/divulgação/Divulgação)

Preço do metro quadrado

O levantamento também aponta o preço do metro quadrado dos bairros avaliados. De acordo com os dados, a maioria apresenta estabilidade. Já Pinheiros e Aclimação tiveram queda no preço. "Aclimação e Pinheiros chamam a atenção por terem, pelo segundo mês seguido, diminuição considerável no valor transacionado. O movimento começa a tomar consistência", afirmou Rodger Campos, gerente de dados da Loft.

*Feito com Flourish

Veja Também

O retorno dos FIIs vai além dos rendimentos
Invest Opina
Há 5 horas • 4 min de leitura

O retorno dos FIIs vai além dos rendimentos

Open Banking pode injetar R$ 94 bi em linhas de crédito em 5 anos
Minhas Finanças
Há 6 horas • 3 min de leitura

Open Banking pode injetar R$ 94 bi em linhas de crédito em 5 anos