Com geração de caixa de 355 mi, Cyrela investirá em terrenos

A partir do próximo ano, aporte será prioridade. Geração de caixa da construtora subiu 661% em relação ao mesmo período de 2012

São Paulo - De janeiro a setembro deste ano, a Cyrela gerou caixa de 335 milhões de reais, um aumento de 661% em relação ao valor gerado no mesmo período de 2012. De acordo com Eric Alencar, diretor financeiro da construtora, este caixa será utilizado, prioritariamente, para a aquisição de novos terrenos em 2014.

Apesar de o estoque de imóveis prontos estar em 15%, valor considerado alto pelo executivo, e não haver previsão de baixa, Alencar permanece otimista em relação ao mercado. “A demanda por imóveis permanece estável, apesar de mais seletiva, e o negócio deve continuar em alta”, afirmou, em teleconferência com jornalistas, nesta quinta-feira.

A capital paulista, que abriga 33,2% dos empreendimentos da construtora em 2013, continuará sendo prioridade, mas o interior de São Paulo, onde estão 32,3% dos novos lançamentos, também receberá investimentos.

Resultados

O lucro da Cyrela atingiu 175 milhões de reais no terceiro trimestre, de acordo com balanço divulgado ontem pela construtora, o que representa alta de 16,1% em relação ao mesmo período de 2012. A margem bruta da empresa chegou aos 32,8%. Já a receita líquida totalizou 1,4 bilhão de reais, um aumento de 3,3% em comparação ao período do ano passado. O número de lançamentos no terceiro trimestre, porém, caiu 38,1% em relação ao mesmo período de 2012, de 21 para 13. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também