App que conecta corretores de imóveis entre si cresce 25% na pandemia

Com 50.000 profissionais cadastrados, a startup Homer aposta em assessoria jurídica e de marketing para garantir retomada das vendas

A startup Homer conecta corretores que têm imóveis para vender a corretores com clientes interessados em comprar. Nos últimos dois meses, a plataforma registrou um crescimento de 25% nas vendas. Assim como a demanda, o número de corretores também aumentou, passando de 45.000 para 50.000 no mesmo período. Segundo a empresa, 46% deles fecharam negócios durante a pandemia. “Muita gente está passando mais tempo em casa e, consequentemente, buscando melhor infraestrutura e bem-estar no conforto do lar”, diz Livia Rigueiral, CEO do Homer.

Engenheira por formação, Livia atua no mercado imobiliário desde 2011. Antes de fundar a Homer, em 2016, foi gestora de produto e projetos de um portal de vendas imobiliárias exclusivo para corretores. Hoje, além de CEO da startup, é sócia-investidora da holding de investimentos Ipanema Ventures e embaixadora do Inspiring Girls Brasil, uma organização internacional dedicada a inspirar jovens ao redor do mundo conectando-as a modelos femininos.

Comissão de 20% sobre as vendas
Para dar suporte aos profissionais cadastrados na plataforma, o Homer passou a oferecer, durante a pandemia, assessoria jurídica e de marketing tanto aos profissionais como aos proprietários de imóveis que precisam de ajuda para fechar negócio. O serviço, chamado Homer Captações, providencia toda a documentação dos imóveis e utiliza uma ferramenta de inteligência artificial para precificá-los. “Com isso, é possível chegar a um valor competitivo e, assim, vender mais rápido”, afirma Livia.

O serviço se propõe também a realizar fotos profissionais dos imóveis, anunciá-los em portais imobiliários e divulgá-los nas redes sociais por meio de anúncios pagos. Em contrapartida, a startup fica com 20% da comissão sobre as vendas. O restante é dividido da seguinte forma: 50% para o corretor que conseguiu o cliente e 30% para o corretor que apresentou o imóvel. “O corretor precisa acompanhar essa mudança de perfil do consumidor e estamos aqui para apoiá-lo”, diz a executiva.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.