Pela defesa dos oceanos, Natura firma parceria com família Schurmann

A missão começa em agosto de 2021 e busca conscientizar sobre o problema dos resíduos plásticos nos oceanos
 (Natura/Divulgação)
(Natura/Divulgação)
K
Karin SalomãoPublicado em 15/12/2020 às 15:01.

A Natura firmou uma parceria com a família Schurmann, famosa por velejar o mundo, para apoiá-los em sua próxima expedição. A expedição “Voz dos Oceanos” será iniciada em 2021 e tem o apoio global do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. O trajeto deve passar por 40 destinos ao redor do mundo e os navegadores irão registrar a condição atual dos mares para aumentar a conscientização e o engajamento do público para questões contemporâneas urgentes, como o descarte de resíduos e o consumo consciente.

As melhores oportunidades podem estar nas empresas que fazem a diferença no mundo. Veja como com a EXAME Research 

A missão começa em agosto de 2021, quando o veleiro sustentável Kat zarpará do porto de Itajaí, em Santa Catarina. A família percorrerá a costa brasileira, além de regiões nos Estados Unidos, América Central, ilhas do Pacífico e Nova Zelândia. Também navegarão pelas áreas conhecidas como “giroscópios”, onde as correntes marítimas convergem e agrupam grandes quantidades de resíduos plásticos.

Defensora da campanha MaresLimpos do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, a Família Schurmann pretende engajar a comunidade internacional – especialmente cientistas, ambientalistas, empreendedores, ONGs e governos - para reverter o cenário de destruição dos mares. Segundo informações de pesquisas recentes, como da Fundação Ellen MacArthur, até 2050 haverá mais plásticos do que peixes no mar.

Na Natura, o perfume recém-lançado Kaiak Oceano traz uma reflexão sobre a situação atual dos mares. "Com Kaiak Oceano, buscamos mostrar que é possível fomentar a cadeia de reciclagem e evitar a produção de mais resíduos, que em grande parte, poluem as águas. A parceria com a Família Schurmman é uma grande felicidade para nós, pois aumentam a visibilidade sobre essa discussão sobre a importância do consumo consciente e do descarte adequado de resíduos”, diz Fernanda Rol, diretora de marketing da Natura, em nota. 

Além de apoiar a expedição, a Natura também tem programas para reduzir o seu impacto no ambiente. Em 1983, a marca decidiu incluir refis em seu portfólio de produtos, o que já evitou a emissão de 621 toneladas de carbono na atmosfera. 

Wilhelm, Vilfredo, David e Heloisa Schurmann: família de velekadores (Família Schurmann/Natura/Divulgação)

Compromissos da Natura

Por meio do programa de logística reversa em suas lojas próprias, a Natura incentiva consumidores a realizarem o descarte correto de embalagens. A cada cinco recipientes regulares vazios, os clientes podem receber um novo produto. O projeto é realizado através de parcerias e a meta para o final de 2020 é que seja coletado e descartado ao menos 50% de todos os lançamentos. Além disso, parte do material recuperado é reincorporado nas embalagens da empresa.

Pelo programa Elos, de logística reversa para cadeias de abastecimento de materiais reciclados, já foram coletadas mais de 10 mil toneladas de resíduos pós-consumo em países como Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru. No último ano, a Natura incorporou 2,4 mil toneladas de materiais reciclados às suas embalagens. 

A Natura assumiu compromissos que envolvem a redução de resíduos para serem colocados em prática até 2030. Entre as metas estão tornar 100% das embalagens recicláveis, reutilizáveis ou biodegradáveis e 50% de todo o plástico utilizado será de origem reciclada pós consumo. A Natura também pretende coletar 100% do plástico de suas embalagens.