Super Bowl: Assista aos 7 melhores comerciais da história

Preço pago por trinta segundos de propaganda em intervalo do maior evento esportivo americano bate novo recorde
Super Bowl LVI: Cincinnati Bengals e Los Angeles Rams definem título da NFL (Mario Tama / Equipe/Getty Images)
Super Bowl LVI: Cincinnati Bengals e Los Angeles Rams definem título da NFL (Mario Tama / Equipe/Getty Images)
Guilherme Guilherme
Guilherme Guilherme

Publicado em 13/02/2022 às 17:09.

Última atualização em 13/02/2022 às 17:47.

O Super Bowl não é apenas o jogo que define o campeão da temporada da NFL, é o principal evento esportivo dos Estados Unidos. Cerca de um para cada três americanos assistem à partida, que rende verdadeiras fortunas às redes transmissoras.

A NBC registrou neste ano o maior valor pago por trinta segundos de comercial durante a partida: 6,5 milhões de dólares ou 34 milhões de reais. Foram os trinta segundos mais caros da história do Super Bowl, que há décadas tem transmitido comerciais estrelados em seus intervalos. O valor foi 20% superior ao último Super Bowl de 2018 e 9% acima dos de 2019 e 2020, quando a cifra ficou em 5,5 milhões de reais, segundo o USA Today.

Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre economia e negócios.

Confira os melhores comerciais da história do Super Bowl

7. Hellmann's (2022)

Confirmado para esta edição do Super Bowl, o comercial da Hellmann's se posiciona contra o desperdício de alimentos. Para estrelar anúncio, a marca contratou ninguém menos que Jarod Mayo, lendário linebacker da NFL -- que de quebra tem o nome do produto anunciado: maionese.  

6. McDonald's (1993)

Até onde você iria por um Big Mac? O lanche foi motivo de disputa entre as lendas do basquete Michael Jordan e Larry Bird em comercial do McDonald's transmitido no Super Bowl de 1993. O duelo foi intenso, mas a regra desfavorecia Jordan, já que não eram permitidas enterradas.

5. Doritos (2017)

    Um saco de Doritos já serviu de suborno para acobertar a morte de um gato no comercial da marca de 2017. Afinal, quem resiste ao salgadinho?

    4. Snickers (2010)

    "Você não é você mesmo quando está com fome." A propaganda, que chegou a ganhar versão brasileira com Claudia Raia, foi um sucesso no Super Bowl de 2010. Na campanha, a atriz Betty White, então com 88 anos, é derrubada na lama durante uma partida de futebol americano, que provoca a reação de um colega de time: "cara, você está jogando como a Betty White!" O jogador só volta à sua forma física depois de comer um Snikers.

    3. Pepsi (2004)

    Pepsi ou Coca-Cola? A escolha foi crucial para o surgimento do maior guitarrista de todos os tempos. Ao menos é o que o comercial da Pepsi de 2004 sugere.

    2. Apple (1984)

    O comercial que revelou o Macintosh para o mundo foi dirigido por Ridley Scott e anunciado no Super Bowl de 1984. Sem mostrar qualquer funcionalidade do aparelho, a a propaganda faz alusão à distopia de George Orwell em sua frase final: "A Apple irá apresentar o Macintosh e você verá por que 1984 não será como '1984'".

    1. Coca-Cola (1979)

    Após sair machucado Joe Greene, considerado um dos maiores jogadores da NFL, é consolado por uma criança que lhe oferece uma garrafa de Coca-Cola. Em retribuição, o jogador dá ao menino a camiseta do jogo. A cena, eternizada na história dos comerciais do Super Bowl, foi replicada em diversas paródias. Desenhos como Family Guy, Futurama e Os Simpsons já fizeram uma alusão ao comercial e até uma página no Wikipedia foi criada.