Marketing

Lady Gaga processa empresa por utilizar seu nome em cosméticos

Cantora acusa a empresa Excite Worldwide de lançar produtos com a marca "Lady Gaga by Design" sem pedir autorização

Lady Gaga quer uma indenização da empresa pelo uso do nome (Wikimedia Commons)

Lady Gaga quer uma indenização da empresa pelo uso do nome (Wikimedia Commons)

DR

Da Redação

Publicado em 29 de setembro de 2011 às 16h01.

Nova York - A cantora americana Lady Gaga apresentou à Corte Suprema de Manhattan um processo contra uma empresa de cosméticos dos Estados Unidos por utilizar seu nome sem autorização em uma linha de produtos, informou nesta quinta-feira o site do jornal "New York Daily News".

Stefani Germanotta, de 25 anos e mais conhecida por seu nome artístico, apresentou na segunda-feira o requerimento em que acusa a Excite Worldwide de estar sabotando sua estratégia de marketing com essa operação.

Os produtos em questão são comercializados como a marca "Lady Gaga by Design". De acordo com a cantora, a empresa, com sede em Chicago, pediu o registro sem sua autorização das marcas "Lady Gaga" e "Lady Gaga LG" ao Escritório de Marcas e Patentes dos EUA, que ainda examina as solicitações.

As ações da empresa, segundo o texto do processo, induzem à confusão porque esses produtos "não têm nenhuma afiliação" com a artista.

Lady Gaga pede à empresa uma indenização cuja quantia não foi revelada e que um juiz emita uma ordem pela qual a Excite Worldwide não possa registrar no futuro marcas relacionadas com o nome da cantora.

Acompanhe tudo sobre:CelebridadesCopyrightCosméticosEstados Unidos (EUA)JustiçaLady GagaPaíses ricos

Mais de Marketing

Google decide manter cookies; entenda o que isso significa para os anunciantes

Adidas tira do ar campanha com Bella Hadid após protestos

Morre aos 80 anos Jaques Lewkowicz, fundador da agência Lew'Lara

Os times de futebol mais valiosos do Brasil e do mundo em 2024

Mais na Exame