Marketing
Acompanhe:

Havan vende boneco de Luciano Hang vestido de super-herói

Na Semana da Criança, Havan lançou o boneco em algumas lojas para entender a receptividade do consumidor

 (//Reprodução)

(//Reprodução)

M
Marina Filippe

13 de outubro de 2020, 23h00

Nesta semana a loja de departamento Havan começou a vender bonecos do Luciano Hang, dono da rede, vestido de super-herói, com roupa verde e amarela.

Fabricado pela Sulamericana Brinquedos, a intenção é mostrar o empresário como o herói patriota do Brasil. "Também vamos lançar uma linha de bonecos da DC como o Super-Homem e a Mulher-Maravilha. E o Luciano se encaixa nisso, ele é o super-herói brasileiro", disse Kiko Smitas, presidente da Sulamericana em reportagem da Folha de S. Paulo

O design do produto é inspirado no momento em que Hang se vestiu de herói e se declarou o "Capitão Brasil".

O boneco, vendido por 14,99 reais, é um ação pontual. Procurada pela EXAME, a assessoria de imprensa da Havan, informou que o produto não foi colocado em todas as lojas porque faz parte de um teste para entender a receptividade no mercado. E uma nova produção ainda não está confirmada.

A equipe afirmou ainda que outro produto, a carreta patriota, foi o mais vendido até o momento. Os números de venda, porém, não foram divulgados.

Belém

A inauguração de uma loja da Havan neste sábado, dia 10, em Belém, no Pará, provocou aglomerações. O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB) disse em sua conta no Twitter que a loja foi fechada neste sábado pelo “não cumprimento das regras previstas pela OMS e por crime contra a saúde pública, de acordo com o artigo 268 do Código Penal Brasileiro”.