Eventos fazem Rio elevar fatia em negócios da Ambev

O Estado avançou em 1,1 ponto porcentual a sua fatia de mercado, alcançando 15,8%, parte tomada de outras cervejarias e parte de produtos do próprio grupo

As campanhas de marketing para os eventos esportivos - Copa das Confederações, Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos - elevaram a participação do Rio de Janeiro nos negócios da cervejaria Ambev no Brasil. O Estado avançou em 1,1 ponto porcentual a sua fatia de mercado, alcançando 15,8%, parte tomada de outras cervejarias e parte de produtos do próprio grupo, informou nesta quarta-feira o diretor da Ambev no Rio, Rafael Oliveira.

A expansão levou a empresa a planejar dois aumentos de capacidade no Estado, um na fábrica Nova Rio, em Campo Grande, e outro no município de Piraí. Após participar da entrevista de apresentação do camarote da Brahma no carnaval carioca, o executivo comemorou o bom momento de vendas da empresa. Segundo ele, janeiro já demonstra um crescimento das vendas em comparação com um ano antes. "A tendência é fechar o mês com resultados melhores, também porque, neste ano, o carnaval acontecerá mais cedo do que no ano passado", afirmou Oliveira, que não falou em números de venda e investimento, com o argumento de que são informações estratégicas do grupo.

A perspectiva de expansão das vendas não se restringe ao verão, relatou o executivo. A expectativa é de que 2013 seja de festividade ampliada, por causa dos eventos esportivos, e, portanto, de mais oportunidades de marketing para o comércio de cerveja. Entre os destaques está a Copa das Confederações em junho, uma prévia do que será a Copa do Mundo em 2014. "Em 2012, superamos as expectativas de resultado e esperamos superar ainda mais neste ano", afirmou.


A expansão das duas fábricas terá como objetivo os produtos da linha premium, voltados ao consumidor de maior poder aquisitivo. Será destinada também à fabricação de novas embalagens. As obras devem acontecer em meados deste semestre e avançar pelo segundo. Com a ampliação, a empresa espera atender à demanda interna e a de outros Estados.

Aumento de preços

O diretor regional da Ambev contou ainda que está previsto no plano de negócios um reajuste de preços das cervejas, mas o tamanho do aumento dependerá de como o mercado consumidor, os custos dos insumos, o câmbio e a política de tributos irão caminhar ao longo do ano. Por enquanto, a ordem é aguardar a definição desses cenários para definir o porcentual e a data de reajuste. "Mantemos a previsão de um reajuste menor do que o do ano passado, mas tudo depende do comportamento da economia", ressaltou Oliveira.

Até mesmo o açúcar, um insumo de maior peso na formação dos custos de refrigerantes, não preocupa. A Ambev mantém também a estratégia de atuação no mercado financeiro. Assim como no ano passado, não está prevista capitalização em 2013, informou o executivo, que, no entanto, evitou falar sobre os planos para as finanças do grupo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.