3 erros de marketing digital que podem afundar o seu negócio

Essencial para o sucesso das empresas, o marketing digital pode se tornar inimigo quando utilizado de forma incorreta. Veja série gratuita que prepara profissionais para atuar na área
 (Getty Images/Getty Images)
(Getty Images/Getty Images)
V
V4 - Um conteúdo promocional

Publicado em 21/03/2022 às 16:23.

Última atualização em 22/03/2022 às 10:03.

Em um mundo cada vez mais conectado, não há dúvidas sobre a importância do marketing digital para o sucesso das empresas. A verdade é que a maior parte delas já entendeu que analisar dados e orientar seus esforços para falar com as pessoas certas, no momento e com a linguagem corretas, é primordial para reduzir custos e alavancar resultados na chamada “era da internet”. E que isso só é possível com presença de profissionais devidamente qualificados em marketing digital dentro da equipe.

Se torne o profissional de marketing que irá fortalecer os negócios de qualquer empresa. Clique aqui e descubra como!

Não à toa, a área apareceu com destaque dentre as posições consideradas “em alta” pela Pesquisa Salarial Robert Walters 2021. Mas, na contramão dessa tendência, algumas companhias ainda insistem em desenvolver estratégias de marketing e comunicação sozinhas, ignorando novos indicadores, seguindo velhas práticas do mercado e cometendo erros que podem levar a prejuízos incalculáveis para o negócio no médio e longo prazo.

Veja os principais erros de marketing digital abaixo.

1. Não ter uma persona definida

 

Uma das principais vantagens do marketing digital é a facilidade de segmentação do público. Assim, no lugar de gastar parte significativa do orçamento com campanhas dispersas e megalomaníacas, as empresas conseguem conversar com pessoas que estão efetivamente interessadas em seus produtos e serviços. E que têm, portanto, chances reais de se tornarem futuros clientes.

Tudo isso ajuda a reduzir os custos das campanhas e a aumentar significativamente o número de vendas e conversões. Por outro lado, ignorar a importância de investir na definição de uma persona pode gerar campanhas caras e pouco eficientes.

2. Priorizar a estética acima de qualquer coisa

 

Muitas empresas e agências de publicidade ainda cometem o erro de priorizar a beleza de uma peça ou campanha publicitária no lugar da parte técnica. E é aí que mora um dos principais erros do marketing.

Afinal, pouco importa se um anúncio ficaria “mais bonito” em amarelo, por exemplo, se a cor não dá leitura no site ou não conversa com a identidade visual da marca.

Mais do que o gosto pessoal do profissional, da chefia ou do cliente em termos de estética, o que importa na hora de realizar qualquer ação de marketing são os conhecimentos técnicos empregados ali – já que são eles os principais responsáveis pelo atingimento (ou não) dos objetivos de atração, conversão ou retenção de qualquer campanha.

“O publicitário clássico pega o dinheiro do cliente e “torra” em comerciais para ganhar prêmio, ganhar Cannes, no lugar de fazer o cliente vender. O que nós fazemos na V4 não é arte, mas sim uma ciência que está totalmente alinhada com os objetivos de crescimento do negócio [do cliente]”, afirmou Denner Lippert, CEO da V4 Company (a maior assessoria de marketing digital do país) em entrevista à EXAME no final do ano passado.

Com vasta experiência no mercado de marketing digital, o empresário fundou a V4 em 2018 e hoje vê a empresa crescer em velocidade exponencial – com mais de 2 mil profissionais, 200 escritórios espalhados por todo o Brasil.

Nesta semana, ele participará da série  No topo do capitalismo; um treinamento virtual e gratuito que promete ajudar a desenvolver a carreira de profissionais do marketing digital. Durante as aulas, que acontecem entre 21 e 28 de março, Lippert vai compartilhar os segredos para desenvolver estratégias de marketing mais assertivas, mas também como encontrar as melhores oportunidades do mercado na área e ser bem remunerado por isso.

Começa hoje! Participe da série No topo do Capitalismo e descubra como fortalecer os negócios de qualquer empresa. Inscreva-se gratuitamente aqui.

 

3. Não acompanhar os dados

 

A possibilidade de metrificar e acompanhar os resultados de ações e campanhas é mais uma importante vantagem do marketing digital. E uma tendência que veio para ficar.

Segundo o relatório Global State of Marketing, publicado pela Salesforce no final do ano passado, a expectativa é que haja um aumento de 75% no número de fontes de dados utilizados por profissionais de marketing em 2022, ante 2020.

Mas, ainda assim, muitas empresas ainda engatinham quando o assunto é fazer um bom gerenciamento de dados. São companhias que ainda não entenderam a importância de investir em ferramentas que possibilitam esse monitoramento ou, ainda, que até possuem as ferramentas necessárias, mas não contam com um profissional qualificado em marketing digital (e capacitado, portanto, para identificar quais são as métricas relevantes e como traduzi-las em insights e aprendizados) na equipe.

Para Lippert, quando o objetivo é potencializar as vendas e resultados de um negócio, quatro pilares essenciais que devem ser monitorados: tráfego, engajamento, conversão e retenção. “Qualquer negócio que queira crescer vai precisar trabalhar nestes quatro aspectos. Se ele não estiver crescendo, é porque um deles não está funcionando bem”, afirma.

Descubra como interpretar e utilizar dados no marketing digital. Participe da série gratuita No Topo do Capitalismo, com Dener Lippert

 

  • Este conteúdo é patrocinado e apresentado por V4 Company