Veja os bairros mais caros para morar em São Paulo

O preço do metro quadrado na cidade de São Paulo foi de 6.260 reais em novembro, uma alta de mais de 2% em um ano, segundo o Imovelweb

O preço do metro quadrado na cidade de São Paulo foi de 6.260 reais em novembro, o que representa uma leve alta de 0,3% em relação ao mês anterior. No acumulado do ano, a alta é de 2,1% e, nos últimos 12 meses, de 2,2%. 

Desta maneira, um imóvel padrão (65m², 2 dormitórios e 1 vaga de garagem) tem valor médio de 406.900 reais. Os dados fazem parte de um levantamento realizado pelo site Imovelweb. 

É hora de mudar de casa? Alugar ou comprar, e como? A EXAME Academy te ajuda. Assine

Entre os bairros da cidade, o Ibirapuera é o mais caro, com metro quadrado em torno de 22.733 reais, valor 3,6 vezes maior do que a média na cidade de São Paulo. 

Confira abaixo a lista com os preços mais altos e os mais baixos para comprar um imóvel em São Paulo: 

Mais baratos (m²)

Variação mensal

Variação Anual

Conjunto Habitacional Santa Etelvina III (Cidade Tiradentes)

R$ 2.056

0,5%

-19,4%

Conjunto Habitacional Fazenda do Carmo (Cidade Tiradentes)

R$ 2.247

-0,7%

-0,3%

Jardim Olinda (Campo Limpo)

R$ 2.273

0,6%

-2,2%

Mais caros (m²)

Variação mensal

Variação Anual

Cidade Jardim (Morumbi)

R$ 21.087

-3,7%

-11,2%

Ibirapuera (Moema)

R$ 22.507

0,2%

7,2%

Parque Ibirapuera (Moema)

R$ 22.733

-1,6%

8,5%

Os dados apontam que, nos últimos 12 meses, os bairros que mais se valorizaram foram Parque Vila Maria (R$ 14.896/m²), com alta de 19,7%, Jardim Brasília – Zona Leste (R$ 5.030/m²) e Vila Jacuí (R$ 5.169/m²), ambos com crescimento de 18,3%.

Por outro lado, as maiores desvalorizações ocorreram no Conjunto Habitacional Santa Etelvina III (R$ 2.056/m²), no Parque do Carmo (R$ 3.667/m²) e na Vila Mirante (R$ 7.125/m²), com quedas de 19,4%, 18,2% e 17,8%, respectivamente.

Aluguel 

Ao analisar o valor do aluguel, os dados apontam também que o bairro do Ibirapuera segue na liderança. Em novembro, para alugar um apartamento padrão em São Paulo era preciso, em média,  2.040 reais por mês, 1,1% a mais do que no mês anterior. Em 2020, o preço dos aluguéis cresceu 6,3% em São Paulo; e, entre novembro de 2019 e novembro de 2020 o aumento foi de 7,4%.

Nos últimos 12 meses, os aluguéis ficaram mais baratos na Chácara Santo Antônio – Zona Leste (R$ 1.841/mês, queda de 24%), na Vila Santo Estéfano (R$ 1.815/mês, -23,4%) e em Cidade Jardim (R$ 4.316/mês, -20,6%). No mesmo período, os aluguéis ficaram mais caros na Luz (R$ 1.950/mês, 24,8% a mais), na Vila Alpina (R$ 1.816/mês, +24,1%), e no Pacaembu (R$ 2.388/mês, +23,6%).

 Confira a lista dos aluguéis mais baratos e dos mais caros de São Paulo: 

Mais baratos (mensal)

Variação mensal

Variação Anual

Vila Sabrina (Vila Medeiros)

R$ 1.048

2,3%

-13,8%

Jardim Miriam (Itaim Paulista)

R$ 1.135

-1,6%

-18,0%

Conjunto Residencial José Bonifácio (José Bonifácio)

R$ 1.155

-5,7%

-4,8%

Mais caros (mensal)

Variação mensal

Variação Anual

Itaim Bibi (Itaim Bibi)

R$ 4.745

0,8%

4,6%

Vila Olímpia (Itaim Bibi)

R$ 4.779

0%

1,9%

Ibirapuera (Itaim Bibi)

R$ 5.249

11,9%

S/D

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.