Preço de imóveis residenciais tem 1ª alta em 4 anos. Veja as cidades com metro quadrado mais caro

Crédito barato e busca por investimentos em cenário de juro baixo aquecem setor. No Rio, preço sobe menos, mas cidade lidera valor de venda, segundo levantamento

O preço dos imóveis residenciais à venda no país encerrou 2020 em alta nominal de 3,67%. Segundo dados do Índice FipeZap, trata-se do primeiro crescimento registrado desde 2016. O levantamento monitora o preço médio de imóveis anunciados para venda em 50 cidades sendo 16 capitais. 

Apesar da alta registrada, uma vez confirmada a variação esperada dos preços ao consumidor (após a divulgação do IPCA/IBGE), que é de 4,38%, o preço médio de venda de imóveis residenciais encerrará o ano com queda de 0,68%, em termos reais. 

É hora de mudar de casa? Alugar ou comprar, e como? A EXAME Academy ajuda você

Individualmente, à exceção de Recife, onde o preço médio de venda residencial apresentou queda de 0,38% no ano, as demais capitais registraram avanço no período, destacando-se as variações observadas em: Brasília (9,13%), Manaus (8,76%), Curitiba (8,10%), Maceió (7,90%), Vitória (7,49%), Florianópolis (7,02%) e Campo Grande (5,91%). Em São Paulo e no Rio de Janeiro, os preços médios de venda do segmento residencial encerraram o ano com altas acumuladas de 3,79% e 1,60%, respectivamente.

Ao analisar apenas os dados de dezembro, o preço subiu 0,46%. Comparativamente, a variação mensal do índice foi inferior ao comportamento esperado do IPCA/IBGE para o mês (+1,22%), segundo expectativa publicada no último Boletim Focus do Banco Central do Brasil. 

Preço médio

Em dezembro, o preço médio de venda de imóveis residenciais foi de 7.486 reais por metro quadrado.

Dentre as capitais monitoradas, as que registraram o preço de venda mais elevado no último mês foram: Rio de Janeiro (9.437 reais/m²), São Paulo (9.329 reais/m²) e Brasília (7.985 reais/m²). 

Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial por metro quadrado no último mês, destacaram-se: Campo Grande (4.376 reais/m²), Goiânia (4.483 reais/m²) e João Pessoa (4.515 reais/m²).

 

Cidade Preço médio do metro quadrado (em reais) Variação do preço em dezembro (em %) Variação dos preços em 2020 (em %)
São Paulo 9.329 +0,37% +3,79%
Rio de Janeiro 9.437 +0,30% +1,60%
Belo Horizonte 6.908 +0,23% +4,47%
Brasília 7.985 -0,03% +9,13%
Salvador 5.210 +0,36% +3,61%
Fortaleza 5.948 +1,12% +2,74%
Recife 6.212 +0,59% -0,38%
Porto Alegre 6.046 +0,80% +2,59%
Curitiba 6.498 +0,58% +8,10%
Florianópolis 7.419 +1,02% +7,02%
Vitória 7.109 +1,66% +7,46%
Goiânia 4.483 +0,84% +4,80%
João Pessoa 4.515 +0,95% +4,30%
Campo Grande 4.376 +0,87% +5,91%
Maceió 5.195 +1,85% +7,90%
Manaus 5.047 +2,65% +8,76%
Índice FipeZap 7.486 +0,46% +3,67%
IPCA - +1,22% +4,38%

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.