PetroRio dispara 27% na semana e lidera; Petrobras marca a 3ª no positivo

Aéreas completam ranking das maiores altas da semana; Vale, que marcou hoje sua quinta alta em seis pregões, bate novo recorde

Em pregão negativo para o Ibovespa, as ações da PetroRio (PRIO3), que dispararam 29,94% ontem, tiveram dia de realização de lucros e lideraram as perdas do índice, com queda de 6,07%. Na quinta, o otimismo foi puxado pelo anúncio da companhia de que assinou contrato com a BP Energy do Brasil para aquisição de participações de 35,7% no campo de Wahoo e de 60% no campo de Itapu, ambos na região do pré-sal, por 100 milhões de dólares.

Quer saber qual o setor mais quente da bolsa no meio deste vaivém? Assine a EXAME Research.

Em pontos, os papéis da Ambev (ABEV3), B3 (B3AS3) e Itaú (ITUB4) foram as principais contribuições negativas para o índice hoje. Na ponta oposta, apareceram Vale (VALE3), que voltou a renovar recorde histórico de fechamento nesta sexta, Raia Drogasil (RADL3) e Suzano (SUZB3), em meio a boas perspectivas para o setor de papel e celulose, segundo relatório do Credit Suisse.

Na semana, por conta da disparada na véspera, PetroRio fechou como a maior alta do Ibovespa em variação, de 27,09%, seguida pelas aéreas Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4), com ganhos de 19,41% e 13,09%, respectivamente, em meio às notícias sobre avanços de vacinas contra covid-19. Do outro lado, Braskem (BRKM5), NotreDame Intermédica (GNDI3) e Natura (NTCO3) figuraram como as maiores quedas no período, entre 6,80% e 4,82%.

Abaixo os destaques de ações deste pregão:

Vale 

Acompanhando a alta do minério de ferro, as ações da Vale (VALE3) marcaram sua 5ª alta em seis pregões, renovando mais uma vez sua máxima histórica de fechamento na Bolsa. Na sessão, os papéis subiram 1,06%, cotados em 68,12 reais. A commodity negociada no porto de Qingdao, na China, fechou em alta de 0,74% nesta sexta, em 128,83 reais a tonelada. No mesmo sentido, a Bradespar (BRAP4), holding que detém participação na Vale, registrou alta de 0,49%.

Petrobras 

Embora tenha recuado hoje, descoladas dos preços do petróleo, as ações da Petrobras (PETR3; PETR4) marcaram sua terceira semana seguida de ganhos, acumulando no período alta de mais de 28% para as ordinárias e 24%, para as preferenciais. Os contratos do petróleo Brent, negociados em Londres e usados como referência pela estatal, avançaram 1,88% nesta sessão, fechando também na terceira alta semanal consecutiva, em meio à melhora de perspectiva para a demanda da commodity por avanços de vacinas.

Cielo

As ações da Cielo (CIEL3) avançaram 3,45%, figurando como a terceira maior alta do Ibovespa hoje, após a companhia anunciar ontem que comprou participação os 8,56% que faltavam na Multidisplay para deter a totalidade do capital social da companhia. O valor da transação foi de 29,8 milhões de reais. 

Apesar da alta das ações hoje, analistas da Genial Investimentos comentam que a transação é pequena, não sendo relevante para o case de investimentos no papel. Eles possuem recomendação equalweight para a ação, equivalente a neutra. Além disso, apontam, o negócio já tinha sido fechado em agosto de 2010, quando a Cielo adquiriu 50,01% da empresa, antes de ter aumentado sua participação para 91,44% em julho de 2016. O Banco Central autorizou a aquisição da totalidade da participação na última sexta-feira, comentam. 

Aéreas

Após subirem por cinco pregões seguidos, as aéreas Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4) tiveram dia de realização de lucros e caíram 2,94% e 3,91%, respectivamente. Ainda assim, os papéis fecharam como a segunda e terceira maiores altas do Ibovespa na semana.  

Carrefour

As ações do Carrefour (CRFB3) chegaram a cair 2,4% nos primeiros 15 minutos de negociação na Bolsa hoje, mas recuperaram ao longo do pregão e encerram com alta de 0,49%. Na véspera do Dia da Consciência Negra, que acontece hoje, um homem negro foi espancado e morto por dois homens brancos em uma unidade do supermercado Carrefour em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Em nota, o Grupo Carrefour disse que adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos e afirmou que vai romper o contrato com a empresa responsável pelos seguranças e que o funcionário que estava no comando da loja durante o crime “será desligado”.

Pão de Açúcar

Os papéis do Pão de Açúcar (PCAR3) subiram 4,55%, liderando os ganhos do Ibovespa. Ontem, a companhia informou que obteve todas as autorizações prévias necessárias dos seus credores a fim de permitir a implementação da potencial cisão do Assaí. Segundo a empresa, as autorizações prévias referem-se às dívidas da companhia e de sua controlada, o Assaí, inclusive as dívidas contraídas em mercado de capitais. No fato relevante enviado ao mercado, o Pão de Açúcar informou também que não haverá qualquer alteração na alocação da dívida bruta entre a companhia e o Assaí e os prazos das dívidas não foram alterados.

Papel e celulose 

Em relatório, analistas do Credit Suisse comentam que, depois de quase um ano e meio negociando abaixo da curva de custo, os preços da celulose começaram a mostrar uma tendência reversa nos últimos meses. Desde o início de setembro, apontam, os preços da celulose de fibra curta subiram em 16 dólares a tonelada e de fibra longa, 38 dólares a tonelada. Eles esperam que esse movimento continue em 2021, com os preços da fibra curta chegando a uma média de 530 dólares a tonelada e, para fibra longa, a 630 dólares a tonelada, com a recuperação sendo apoiada principalmente pela demanda, não pela oferta.

Do lado das ações do setor, eles comentam que veem uma força significante no livro de ordens desses papéis que deve continuar até o primeiro semestre do ano que vem pelo menos. Nesse sentido, eles têm como favoritas as ações da Suzano (SUZB3), com preço-alvo mantido em 65,00 reais, e Celulose Irani (RANI4), que teve preço-alvo elevado de 6,50 reais para 7,20 reais. Klabin (KLBN11) foi mantida com recomendação neutra e meta em 26,50 reais para a unit.

Nesta sessão, as ações da Suzano subiram 2,03% e Klabin, 0,30%. Fora do Ibovespa, Celulose Irani avançou 0,29%.

Sequoia 

As ações da Sequoia (SEQL3), que chegaram a subir mais de 6% nesta manhã, amenizaram os ganhos e fecharam com alta de 0,53%.

No radar da companhia, o CEO e fundador da empresa, Armando Marchesan Neto, disse, em entrevista à EXAME Invest publicada hoje, que vai avaliar de perto uma possível privatização dos Correios, a depender de como vier estruturada. “Não temos nenhuma informação a respeito. Vamos avaliar ao passo que isso for divulgado. Vai depender do formato que vier, mas com certeza é um tema importante que vai dominar 2021, e até acho natural pela relevância da companhia”, comentou.

Ele disse também que a empresa espera que crescer o dobro na BlackFriday deste ano, em relação a 2019, com forte penetração do e-commerce. Segundo Marchesan, olhando para os números de outubro e novembro, o volume de vendas online tem se mantido aquecido, mesmo com a reabertura das lojas.

Ânima 

Após anunciar contrato por meio de sua subsidiária Insegnare para aquisição do controle da startup de educação Medroom, a Ânima (ANIM3) viu suas ações subirem 2,25% na Bolsa. O valor da transação não foi informado.

Segundo analistas da Exame Research, do ponto de vista estratégico, a aquisição faz bastante sentido para a Ânima e tem viés positivo para os papéis. “A companhia tem investido na ampliação de seus cursos de medicina, e a startup servirá para melhorar a qualidade do ensino digital. No entanto, o valor da transação não foi revelado, o que impede uma análise mais criteriosa da transação”. Nesse sentido, eles lembram ainda que a companhia fechou recentemente a compra da Laureate, gerando uma pressão importante sobre o endividamento e alavancagem.

Oi

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro rejeitou o pedido de liminar apresentado por advogados do Itaú (ITUB4) nesta sexta-feira contra o aditamento do plano de recuperação judicial da Oi (OIBR3; OIBR4). Segundo analistas da Exame Research, a notícia é positiva para a operadora de telefonia uma vez que afasta potencial foco de incerteza jurídica e a companhia ganha tranquilidade para poder levar adiante a venda dos ativos. Nas próximas semanas, está previsto o leilão de torres e data center da companhia. As ações preferenciais da empresa subiram 5,20% hoje, enquanto as ordinárias recuaram 0,55%.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.