PetroRio dispara 30%, Vale bate novo recorde e aéreas saltam mais de 4%

Ações da PetroRio lideraram os ganhos do Ibovespa hoje após aquisição de fatias de campos no pré-sal

As ações da PetroRio (PRIO3) dispararam 29,94% nesta quinta-feira, 19, e lideraram os ganhos do Ibovespa, após companhia assinar contrato com a BP Energy do Brasil para aquisição de participações de 35,7% no campo de Wahoo e de 60% no campo de Itapu, ambos na região do pré-sal, por 100 milhões de dólares.

Segundo o analista Henrique Esteter, da Guide Investimentos, essa aquisição marca a entrada da companhia no pré-sal com custo de extração bastante reduzido nesse novo campo e ainda consegue utilizar a infraestrutura que a empresa tem na região. “É um passo muito interessante para uma companhia que hoje está muito capitalizada e com dívidas muito pequenas. Essa aquisição está bem redondinha. A gente já gostava da companhia antes e segue otimista com o futuro da empresa, ainda mais após a aquisição”, comentou.

Quer saber qual o setor mais quente da bolsa no meio deste vaivém? Assine a EXAME Research.

Na mesma direção, os analistas da Exame Research, apontaram que a notícia é positiva para a empresa, uma vez que os ativos adquiridos possuem potencial de ganhos de sinergia com a estrutura já existente no Campo de Frade. “Com a compra, a empresa aumentará o potencial produtivo e diversificará sua carteira”. Mas, apontem que ainda é preciso entender melhor os mecanismos de financiamento da operação, uma vez que a empresa disse que pretende manter níveis adequados de endividamento no pós-aquisição. A transação está sujeita a aprovações regulatórias e outras condições precedentes usuais, disse também a empresa em comunicado ao mercado.  

 

Bancos

As ações dos bancões amenizaram os ganhos nesta tarde, mas conseguiram se sustentar em terreno positivo, depois do dia de realização de lucros ontem. A exceção foi Banco do Brasil (BBAS3) que fechou no positivo na véspera e emplacou hoje seu quinto pregão seguido de alta, acumulando no período ganhos de cerca de 6%. Nesta sessão, a valorização foi de 0,99%. Itaú (ITUB4, +0,31%), Bradesco (BBDC4, +0,24%) e Santander (SANB11, +0,80%) subiram 0,14%, 0,08% e 0,93%, respectivamente, marcando a quarta alta em cinco pregões.

Conheça a EXAME Invest, o novo canal de investimentos da EXAME

Vale 

As ações da Vale (VALE3, +1,91%) voltaram a subir, também na sua quarta alta em cinco pregões, acompanhando a alta do minério de ferro e com notícias de que o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, espera fechar acordo com a empresa sobre Brumadinho nas próximas semanas, segundo informações do Valor Econômico. Com o movimento positivo, os papéis da mineradora renovaram hoje sua máxima histórica de fechamento na Bolsa. A Bradespar (BRAP4, +1,38ggg%), holding que detém participação na Vale, também avançou e bateu novo recorde histórico de fechamento.

Em audiência no Tribunal de Justiça de Minas Gerais realizada na terça-feira, a companhia e autoridades de Minas Gerais não entraram em acordo sobre a reparação de danos após o rompimento da barragem. A mineradora ofereceu um valor de 21 bilhões de reais por danos sofridos pela economia, enquanto o estado pede 26,7 bilhões de reais, além de 28 bilhões de reais por danos morais. Um novo encontro foi agendado para o dia 9 de dezembro.

Sobre o minério, os contratos futuros da commodity mais negociados para janeiro na Bolsa de Dalian fecharam em alta de 2,45% nesta quinta-feira, cotados em 876,50 iuanes, ou em 133,04 dólares, a tonelada.

Gerdau 

A Gerdau (GGBR4) e Metalúrgica Gerdau (GOAU4) informaram que a Gerdau Açominas, controlada por ambas, ganhou processo na Justiça no qual pedia a exclusão de valor do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins. Com a decisão, a Gerdau Açominas teve reconhecido o direito de reaver, mediante compensação de créditos decorrentes de pagamento indevido ou maior, o valor aproximado de 952 milhões de reais. O efeito no lucro líquido da Gerdau Açominas, a ser reconhecido no quarto trimestre, após os tributos incidentes e honorários advocatícios, está estimado em 600 milhões de reais, diz o fato relevante das empresas enviado ao mercado.

Passada a validação do valor via procedimento administrativo perante a Receita Federal, as companhias estimam que a empresa poderá monetizar os créditos no prazo de cinco dias. As ações da Gerdau subiram 1,29%, enquanto Metalúrgica Gerdau (GOAU4) avançou 0,52%

Petrobras, Cosan, Ultra

Os grupos Raízen, da Cosan (CSAN3), e Ultra (UGPA3), dono dos postos Ipiranga, disputam refinarias colocadas à venda pela Petrobras no Sul do país, segundo informações do Valor, citando fontes próximas ao assunto. Segundo analistas da Exame Research, “a notícia têm implicações positivas para a Petrobras, uma vez que sinaliza uma demanda aquecida por suas refinarias e uma disputa acirrada entre dois grupos de grande porte pelos ativos — o que, naturalmente, tende a elevar o preço de venda e turbinar o programa de desinvestimentos da companhia”. As propostas devem ser recebidas em 10 de dezembro.

As ações ordinárias e preferenciais da Petrobras (PETR3; PETR4), que chegaram a cair hoje, fecharam no positivo, com ganhos de mais de 0,9%, seguindo a melhora dos preços do petróleo no exterior, depois de queda mais cedo. Já Ultrapar (UGPA3) caiu 0,10%, enquanto Cosan subiu 0,96%.

Aéreas

Em sessão volátil, as ações das aéreas Gol (GOLL4) e Azul (AZUL4) ampliaram os ganhos nesta tarde e fecharam com alta superior a 4% em meio às expectativas por uma vacina. Essa é o quinto pregão seguido no positivo desses papéis, que acumulam ganhos de mais de 20% no período.

No radar da Gol, a companhia informou ontem que aumentou sua oferta para uma média de 363 voos por dia desde a última atualização mensal feita em 9 de outubro, com um crescimento de 34% frente à média de voos de setembro. A taxa de ocupação ficou em 78%, queda de 2 pp em relação a setembro.

Segundo analistas da Exame Research, os dados mostram um ambiente operacional em evolução para a Gol e para o setor aéreo como um todo, o que tem implicações positivas para a empresa. No entanto, apontam que o avanço de covid-19 no Brasil e no mundo pode prejudicar a demanda no fim do ano da companhia, uma vez que o segmento é um dos mais sensíveis ao noticiário da pandemia. No lado dos custos, a Gol também anunciou uma redução na frota e o cancelamento de encomendas de aeronaves Boeing, mostrando um gerenciamento mais firme das despesas e uma preocupação com a sustentabilidade das operações, comentam.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.