Por que o Nubank (NUBR33) investiu R$ 136 milhões em Bitcoin?

[Conteúdo Empiricus] Nubank fez aposta milionária em Bitcoin durante o pior momento do mercado; especialistas acreditam que hora de comprar é agora. (Imagem: Nubank/Unsplash)
Agora é possível comprar e vender criptoativos pela plataforma de investimentos do NuBank. (Divulgação/Empiricus)
Agora é possível comprar e vender criptoativos pela plataforma de investimentos do NuBank. (Divulgação/Empiricus)
Por EMPIRICUS - UM CONTEÚDO PROMOCIONALPublicado em 16/05/2022 16:19 | Última atualização em 16/05/2022 16:59Tempo de Leitura: 12 min de leitura

Este conteúdo é patrocinado e apresentado por Empiricus

O Nubank (NUBR33) acaba de tomar uma decisão ousada de investimento: alocar 1% do caixa em Bitcoin durante o pior momento do ativo. Enquanto alguns podem considerar isso uma loucura, outros enxergam como um sinal de que a hora de comprar é agora.

Pare e pense um pouco. O mercado de criptomoedas está passando pelo pior momento dos últimos meses. O Bitcoin despencou cerca de 56% desde sua máxima histórica, em novembro do ano passado. A criptomoeda LUNA virou pó em questão de dias, saindo da marca de US$ 100 dólares para ser negociada a milésimos de centavos.

Medo, pânico e incerteza dominam os mercados. Muita gente está perdendo bastante dinheiro investido em criptomoedas. Provavelmente você é uma dessas pessoas.

No entanto, no meio desse "banho de sangue", de caos generalizado, o Nubank anuncia que vai investir 1% do seu caixa em Bitcoin.

(Empiricus/Divulgação)

(Fonte: Exame)

Investimento do Nubank em Bitcoin pode chegar aos 136 milhões de reais

Pra você ter ideia do que pode significar esse investimento, o caixa da Nu Holdings em dezembro do ano passado era de US$ 2,7 bilhões. Se a empresa investisse 1% disso em Bitcoin, estamos falando de um aporte de 27 milhões de dólares – ou 136 milhões de reais.

Por que a empresa tomou essa decisão justamente agora, no meio dessa queda generalizada? Não seria melhor esperar um momento de melhor humor dos mercados?

Acredite se quiser, mas muitos especialistas consideram essa atitude do Nubank uma tacada de gênio. Isso porque a hora certa de fazer qualquer investimento é na baixa, não na alta.

Segundo especialistas, a hora de comprar é agora, mas você provavelmente está com medo; entenda por quê

Os financistas e gurus de investimento podem fazer parecer que tudo é complicado demais no mundo dos investimentos, mas pra ganhar dinheiro em qualquer mercado você só precisa comprar barato e vender caro. É simples assim.

O problema é que os sentimentos do ser humano mudam de acordo com o humor dos mercados. Somos animais sociais e somos influenciados pelo ambiente ao nosso redor. É difícil fugir dessa natureza.

Vamos ver o caso do Bitcoin novamente. No segundo semestre do ano passado, quando o Bitcoin e outras criptomoedas estavam subindo sem parar, todo mundo queria comprar. As criptomoedas viraram uma febre e não se falava em outra coisa no mundo dos investimentos.

Esse é o momento em que muitos investidores têm vontade de comprar o ativo. Afinal, se o negócio não para de subir, por que ficar de fora?

Também entra em ação o FOMO (fear of missing out, medo de ficar de fora, em inglês). As pessoas ficam com medo de ficar de fora do mercado e perder os potenciais ganhos.

O problema é que investir quando tudo está subindo geralmente é uma péssima ideia.

Em primeiro lugar, o mercado de criptomoedas, por ser bastante jovem, ainda é bastante volátil e passa por ciclos de alta e baixa muito brutais.

Ou seja, da mesma forma que o Bitcoin pode subir 100% ou até 200% em alguns meses, também pode despencar 50% ou até 80% no mesmo período.

Portanto, se você compra quando tudo está subindo, está comprando em um bull market (mercado com tendência de alta). E até pode ser que você faça algum dinheiro, mas a tendência é que o ciclo se reverta para um bear market (mercado com tendência de baixa).

Diante desse cenário, quem você acha que ganha dinheiro durante esses movimentos? Quem compra antes do bull market começar.

Em momentos semelhantes ao atual, quem comprou Bitcoin lucrou até 130%

Ainda em 2021, o Bitcoin chegou a perder 50% do seu valor, caindo de US$ 63 mil em abril para a faixa dos US$ 30 mil em julho.

Quem comprou na máxima de abril, quando tudo estava subindo, viu seu dinheiro perder 50% do valor em tempo recorde.

Além disso, mesmo depois que o mercado se recuperou, o Bitcoin atingiu a máxima histórica de US$ 69 mil, trazendo uma valorização de apenas 9,5% pra quem comprou em abril.

Por outro lado, quem comprou em julho, quando o mercado despencou, pegou uma valorização de cerca de 130% em questão de meses.

E não só isso, mas agora, depois dessa nova queda em que o Bitcoin atingiu a faixa dos US$ 30 mil, quem comprou em julho do ano passado não perdeu dinheiro.

Ou seja, comprar nos períodos de baixa é simplesmente a melhor decisão possível. Não só você tem o potencial de ganhar muito mais dinheiro como está protegido de eventuais quedas no futuro.

E pode ser justamente esse raciocínio que está por trás da compra do Nubank.

O Nubank não é bobo: empresa está de olho em potencial gigantesco do Bitcoin aos preços atuais e apostou 136 milhões nessa tese

Afinal, não sejamos tolos. Os empresários por trás do Nubank sabem o que estão fazendo. Afinal, eles foram capazes de conquistar 54 milhões de clientes e transformar um simples aplicativo em um dos bancos mais valiosos da América Latina.

Eu garanto pra você que a decisão de investir em Bitcoin agora, na baixa, é totalmente planejada e arquitetada. Eles não fariam um movimento de 136 milhões de reais sem pensar muito bem no que estão fazendo.

Além de haver a possibilidade de multiplicar esse dinheiro com a potencial valorização do Bitcoin, vale lembrar que essa também pode ser uma estratégia para aumentar a satisfação de seus clientes.

Afinal, a empresa também vai dar aos seus clientes a possibilidade de comprar Bitcoin através do aplicativo.

Como o alcance do Nubank é enorme, é seguro dizer que grande parte desses clientes nunca investiram em criptomoedas na vida. Afinal,  , enquanto o número de clientes da fintech é de 54 milhões.

Ou seja, o Nubank vai oferecer para seus clientes a possibilidade de investir em Bitcoin justamente quando o mercado está em baixa.

Se o Bitcoin voltar a subir (o que é muito provável que aconteça), quem investiu com o Nubank vai ganhar dinheiro e, consequentemente, ficar satisfeito com os serviços da empresa.

Vale lembrar também que, nos últimos meses, vários fundos disponibilizados pelo Nubank deram prejuízo. Até mesmo a ação da fintech não para de cair desde que foi listada na Bolsa americana.

Com certeza os diretores da empresa querem mudar a imagem que foi criada nos últimos meses, recomendando aos seus clientes um investimento que dê lucro.

E o Bitcoin talvez seja a aposta da fintech nesse sentido.

Já chegamos ao fundo? É impossível saber, mas especialistas estão otimistas com os preços atuais

É claro que é difícil saber quando, de fato, atingimos a mínima do mercado. Tudo que caiu bastante ainda tem espaço pra cair mais.

Mas o investimento de R$ 136 milhões do Nubank justamente agora pode ser um sinal de que estamos no fundo – ou, pelo menos, próximos dele.

Ou seja, daqui pra frente, o potencial de valorização é muito maior que o de desvalorização.

Além disso, alguns especialistas têm motivos técnicos para defender que o Bitcoin pode resistir a essa faixa de preço.

Os especialistas da Empiricus, que recomendaram a compra de Bitcoin em 2017, estão confiantes nessa tese. Desde 2017, a empresa administra uma carteira de criptomoedas com rentabilidade média acumulada de 1.865,92%.

Quatro anos já pode ser considerado longo prazo quando se trata do universo de criptoativos. Ao longo desse tempo já houve diversos ciclos de alta e de baixa; e os investidores que seguiram as recomendações sobreviveram a todos eles – e ainda saíram no lucro.

Veja só o levantamento do histórico de preços que a equipe produziu.

(Empiricus/Divulgação)

(Fonte: Tradingview, de agosto de 2011 até maio 2022)

Aconteceu em 2012, em 2013, 2014, 2018, 2020, 2021 e está acontecendo agora. Quem comprou nos momentos de queda acumulou lucros que vão de 106% até 8.846%.

A história não nos deixa mentir: historicamente, quem investe em qualquer ativo durante as quedas têm grandes chances de embolsar lucros gigantescos.

Isso se repete em diversos mercados ao longo das últimas décadas. Se você tivesse comprado algumas ações na crise de 2008 ou quando surgiu a pandemia, em 2020, ficaria rico em pouco tempo.

Claro que nada garante que isso vá voltar a acontecer. No mundo dos investimentos, retorno passado nunca é garantia de retorno futuro. Mas tendo em vista o gráfico acima, podemos dizer que a chance de uma recuperação nos próximos meses é bastante alta.

O mesmo é verdade para absolutamente todas as vezes que o Bitcoin teve uma queda expressiva.

E se você perdeu todas essas chances de comprar na baixa e lucrar na alta, não pode deixar a oportunidade atual passar.

Os especialistas estão alertando, se movimentando e investindo. O aporte multimilionário do Nubank não me deixa mentir.

E se o potencial do Bitcoin é gigantesco neste momento, o potencial de algumas criptomoedas menores é ainda maior.

QUER APROVEITAR A QUEDA PRA INVESTIR? SAIBA COMO ACESSAR O NOME DAS 6 CRIPTOMOEDAS DE MAIOR POTENCIAL

Criptomoedas menores podem se recuperar com mais força e criar fortunas

Isso porque as criptomoedas menores se movimentam no mesmo sentido do Bitcoin, mas com muito mais força. Isso quer dizer que, quando o Bitcoin cai, essas moedas caem muito, chegando a perder 80% ou mais do seu preço.

Mas quando o Bitcoin sobe, essas moedas podem decolar e criar milionários em tempo recorde.

Foi o que aconteceu rigorosamente em todos os momentos de recuperação do Bitcoin. Dê uma olhada no gráfico abaixo.

(Empiricus/Divulgação)

(Fonte: Coinmarketcap, de outubro de 2019 a abril de 2021)

O período de 2018 foi um dos piores da histórica do Bitcoin, com a criptomoeda chegando a perder 73% do seu preço.

Mas, como sempre acontece, o ativo caiu e depois subiu – e as criptomoedas menores subiram com muito mais força.

As criptomoedas pequenas, no mesmo período, valorizaram, em média, 27.427%.

Isso mesmo: na média. Significa que algumas subiram ainda mais, trazendo uma multiplicação maior do que 275x.

Isso também significa que, em momentos como o atual, multiplicações de 500%, 1.000%, até 2.000% são muito mais fáceis de acontecer.

Isso porque as criptomoedas menores passam por uma queda tão brusca que apenas uma recuperação do patamar de preço anterior já traz uma multiplicação surpreendente.

QUERO SABER COMO INVESTIR NAS CRIPTOMOEDAS MENORES QUE TÊM ALTO POTENCIAL NESSE MOMENTO

Se um ativo cai 90%, ele precisa subir 900% pra se recuperar; entenda os cálculos

Essa é a vantagem puramente matemática de investir nesses ativos nesse momento.

Pense assim: se um ativo cai de R$ 10,00 para R$ 1,00, o prejuízo foi de 90%. Mas se a moeda recuperar o patamar anterior e subir de R$ 1,00 para R$ 10,00, a valorização não é de 90%, mas sim de 900%.

É uma obviedade matemática, não há como fugir. Investir nesses momentos é a melhor maneira de buscar um lucro rápido com uma simples recuperação dos preços.

E os especialistas de criptomoedas da Empiricus possuem justamente uma carteira de criptomoedas pequenas que sofreram quedas fortes com esse momento atual do mercado. A maioria delas está perto de suas mínimas históricas.

Mas, como já vimos, esse é o momento perfeito pra comprar e buscar um lucro gigantesco com uma simples recuperação dos preços.

Quer ver um exemplo? Uma das moedas dessa carteira está sendo negociada, atualmente, a cerca de US$ 0,15.

Porém, em um momento anterior, com o mercado de bom humor, uma unidade dessa moeda já chegou a custar US$ 2,93.

Ou seja, se a moeda simplesmente recuperar esse patamar anterior, traria uma valorização de cerca de 1850%. Uma multiplicação de mais de 19 vezes.

E esse é um cenário de simples recuperação do preço. Os especialistas acreditam que ela tem espaço para ir ainda mais longe. Não à toa, a carteira em que essa e outras 5 criptomoedas estão reunidas está sendo chamada de carteira de criptogemas, tamanho o potencial desses ativos.

Dá pra entender por que, na média, essas criptomoedas valorizaram 27.427% no último ciclo de alta?

Não dá pra fugir: o momento de comprar é agora. Mesmo que você nunca tenha investido em criptomoedas na vida, o momento atual não poderia ser melhor pra começar.

Você está prestes a tomar a decisão de um investidor inteligente. É hora de fugir da manada, comprar quando todo mundo está vendendo e ter a chance de colher lucros absurdos.

 

QUERO SABER COMO APROVEITAR O MOMENTO DE QUEDA PRA INVESTIR NESSAS CRIPTOMOEDAS DE ALTO POTENCIAL

Carteira com criptogemas será liberada em breve; cadastre-se gratuitamente pra receber informações

E devido ao momento extraordinário que estamos vivendo, a equipe de especialistas da Empiricus resolveu abrir, neste primeiro momento, o acesso à carteira de criptogemas para novos investidores.

É isso mesmo: você vai poder acessar a carteira de criptomoedas que, em um simples cenário de recuperação de preços, têm potencial de valorização maior do que 1.000%.

E isso serve até pra você que nunca investiu em criptomoedas antes. A equipe da Empiricus é especialista em introduzir iniciantes a esse mercado. Já são mais de 150 mil investidores no grupo da casa, que pode ser considerado o maior da América Latina.

Muitos começaram do zero a investir nesse mercado, com os tutoriais e indicações da Empiricus, e fizeram a fortuna de uma vida em pouco tempo com criptomoedas. Agora você pode ser o próximo.

Para saber como acessar a carteira de criptogemas, é só clicar no botão abaixo. Essa é uma simples decisão que pode mudar sua vida financeira pra sempre.

QUERO SABER COMO ACESSAR A CARTEIRA DE CRIPTOGEMAS

Este conteúdo é patrocinado e apresentado por Empiricus