Nubank (NUBR33): depois dos resultados, ação vai cair ou subir?

[Conteúdo Empiricus] Ação do Nubank sobe nesta terça-feira (17) mesmo depois de divulgar prejuízo, mas analista continua confiante na queda das ações; entenda.
 (Divulgação/Getty)
(Divulgação/Getty)
Por EMPIRICUS - UM CONTEÚDO PROMOCIONALPublicado em 17/05/2022 15:48 | Última atualização em 17/05/2022 17:26Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Este conteúdo é patrocinado e apresentado por Empiricus

Depois de divulgar prejuízo de US$ 45 milhões no primeiro trimestre de 2022, as ações do Nubank (NUBR33) abriram o mercado com alta de 11,50% nesta terça-feira (17).

O número divulgado é menor do que o prejuízo de US$ 54,4 milhões registrado ano passado.

Além disso, entre as partes positivas do balanço destacam-se a alta da receita do banco digital e do número de clientes. O Nubank faturou US$ 877,2 milhões no período, ao mesmo tempo em que viu sua base de clientes saltar para 59,6 milhões de pessoas.

Diante dessa situação, muitos investidores podem se questionar se as ações vão cair ou subir no médio prazo.

Claro, é impossível prever o futuro. Mas, alguns analistas acreditam que as ações do banco ainda vão sofrer bastante.

Em relatório publicado no início do mês, Felipe Miranda, estrategista-chefe da Empiricus, o preço-justo das BDRs é de R$ 2,00 – o que representaria uma queda de 45%.

Em nota divulgada a seus assinantes nesta terça-feira, Miranda elogiou o crescimento do banco e a boa execução do management. Mas ainda há diversos motivos para apostar na queda das ações.

"O crescimento realmente é espetacular, mas eu mantenho meu short (aposta na queda das ações). Primeiro, por uma questão de valuation. Eu acho que ainda é um valuation muito caro para esta realidade global", disse o analista.

Miranda acredita que o valuation da fintech "faria sentido" se convergisse para algo em torno de US$ 15 bilhões, em vez dos atuais US$ 20 bilhões.

O analista também ressalta outros dois fatores que podem catalisar a queda das ações: ambiente macroeconômico adverso e fim do lock-up das ações.

Entenda o que pode acontecer com o Nubank daqui pra frente

Em primeiro lugar, o Nubank pode enfrentar dificuldades por conta de uma potencial alta da inadimplência – algo que já foi registrado nesse balanço.

Além disso, o fim do lock-up das ações será realizado nesta terça-feira (17).

Desde o IPO do Nubank, diretores e membros do conselho de administração da empresa não puderam vender suas ações – período conhecido como "lock-up".

O lock-up é uma cláusula contratual que determina um período no qual os investidores não podem vender as ações de uma empresa.

Esse período vai chegar ao fim neste dia 17/05. Ou seja, há uma grande probabilidade de acontecer uma pressão vendedora nas ações da empresa – o que inevitavelmente vai jogar os preços para baixo.

"Com o lock-up terminando hoje, muitos acionistas que compraram lá atrás podem vender. Tem muita gente que está louca para vender", diz Miranda.

Por fim, o analista recomendou a seus seguidores que continuassem apostando na queda das ações. Caso você não saiba, é possível lucrar tanto com a alta quanto com a baixa de um ativo.

Nesse caso, Miranda instruiu a criação de um short nas ações do Nubank.

 Em situações semelhantes no passado, como em 2014, Miranda recomendou apostar na queda das ações de Petrobras antes da crise do petrolão – embolsando lucros de até 600%.

Dessa vez, Miranda recomendou apostar na queda das ações de Nubank quando o preço da BDR ainda estava em R$ 7,12. Ou seja, quem seguiu essa recomendação antecipou uma queda de, aproximadamente, 48%.

Porém, como o analista acredita que o preço justo da BDR é de R$ 2,00, o potencial dessa operação ainda não foi esgotado. Ou seja, você ainda pode se posicionar pra buscar lucros com a eventual queda das ações do Nubank.

QUER LUCRAR COM A EVENTUAL QUEDA DO NUBANK? CLIQUE AQUI

'NUBR33 pode cair, mas essa ação pode disparar'; veja gratuitamente a nova recomendação de Miranda

E mais do que isso: além de recomendar a aposta contra Nubank, Miranda recomenda a compra de outra empresa, com grande potencial para 2022.

Desde o começo do ano essa ação já subiu 22,90%. Para efeitos de comparação, no mesmo período, o Ibovespa subiu apenas 4,15%, e o Bitcoin caiu 42,85%.

Ou seja, em um cenário em que vários ativos estão andando de lado ou despencando, Miranda já deu duas recomendações vencedoras. E isso pode ser só o começo de algo muito maior.

Por sorte, o analista resolveu divulgar gratuitamente qual é essa ação – além de abrir de graça toda a tese por trás da queda iminente de Nubank.

Pra acessar o relatório gratuito contendo o nome da ação e a tese de investimentos, é só clicar no botão abaixo e seguir as instruções.

O acesso é rápido, gratuito e pode botar bastante dinheiro no seu bolso em um tempo relativamente curto.

QUERO SABER QUAL O NOME DA AÇÃO QUE PODE DISPARAR

Este conteúdo é patrocinado e apresentado por Empiricus