Acompanhe:

Novo índice acompanha debêntures mais negociadas no mercado

Quatro indicadores lançados pela Anbima servem como referência para o desempenho de títulos privados de renda fixa

Gráfico: composição da carteira é revista mensalmente (Divulgação/Shutterstock)

Gráfico: composição da carteira é revista mensalmente (Divulgação/Shutterstock)

R
Redação

17 de outubro de 2022, 16h49

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) lançou nesta segunda-feira, 17, uma nova família de índices de referência para os títulos privados de renda fixa: o Índice de Debêntures Anbima Liquidez (IDA LIQ). Os novos indicadores refletem o desempenho de uma carteira teórica de debêntures que cumprem requisitos de liquidez, ou seja, engloba os papéis que são mais negociados no mercado.

Além do IDA LIQ – Geral, que reflete o desempenho da totalidade da carteira, foram criados outros três subíndices: IDA LIQ – DI, formado pelos papéis remunerados pela taxa DI; IDA LIQ – IPCA, composto pelos títulos indexados ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA); e IDA LIQ – IPCA Infraestrutura, que representa as debêntures indexadas ao IPCA e incentivadas, ou seja, emitidas pelo artigo 2º da Lei nº 12.431.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

A carteira do IDA LIQ deriva dos componentes de outra família de índices, o Índice de Debêntures Anbima (IDA), cujo desempenho continuará sendo divulgado diariamente.

Como o índice IDA LIQ é calculado?

O cálculo do IDA LIQ é realizado a partir das taxas indicativas das debêntures precificadas pela Anbima e dos estoques desses papéis em mercado.

Para apurar a carteira do novo índice, são aplicados filtros de liquidez na base do Registro Único de Negociações (Reune), sistema da associação que consolida informações de negócios realizados com títulos privados, além de avaliados os calls das corretoras, que refletem as ofertas firmes de compra e venda dos papéis. A composição da carteira é revista mensalmente.

Crescimento de ETFs incentivou criação

O mercado global de produtos indexados, como os ETFs, tem crescido nos últimos anos. Por conta disso, a Anbima acredita ser importante ter no Brasil uma oferta maior de índices de ativos privados, incentivando o desenvolvimento de novos produtos e permitindo acompanhamento de desempenho dos que já existem, como os fundos de crédito privado.

Onde consultar o IDA LIQ?

As informações diárias do IDA LIQ podem ser consultadas gratuitamente no site da associação. Para que seja possível realizar uma avaliação do índice, levando em conta rentabilidade, risco, entre outros fatores, a série histórica foi calculada retroativamente desde janeiro de 2018.

Além do IDA LIQ e do IDA, a associação também possui outras famílias de índices de referência para o mercado de capitais: o Índice de Mercado Anbima (IMA), formado por uma carteira de títulos públicos semelhante à que compõe a dívida pública interna brasileira; o Índice de Hedge Funds Anbima (IHFA), que acompanha fundos multimercados de gestão ativa; e o Índice de Duração Constante Anbima (IDKA), que apresenta o comportamento de aplicações de prazos fixos em títulos públicos.