Hora de comprar Brasil? Entenda por que estamos em um “momento raro” da história

Segundo especialista, duas forças grandiosas colocam conjunto de ativos brasileiros em uma posição de privilégio frente a seus pares globais
Para o estrategista-chefe da Empiricus, a conjuntura pode levar a “um ciclo de crescimento e valorização dos mercados muito mais vigoroso do que nossas cabeças lineares são capazes de supor” (Nelson_A_Ishikawa/Thinkstock)
Para o estrategista-chefe da Empiricus, a conjuntura pode levar a “um ciclo de crescimento e valorização dos mercados muito mais vigoroso do que nossas cabeças lineares são capazes de supor” (Nelson_A_Ishikawa/Thinkstock)
D
Da Redação

Publicado em 18/11/2022 às 16:40.

Última atualização em 18/11/2022 às 16:52.

São Paulo - Ainda que a questão fiscal preocupe no cenário doméstico, “duas forças grandiosas” no mundo colocam o mercado de ações brasileiro em posição de privilégio frente a seus pares globais - oferecendo uma grande oportunidade para um grupo de ativos.  

A avaliação é de Felipe Miranda, estrategista-chefe da Empiricus, em relatório divulgado para mais de 140 mil assinantes na última quarta-feira (16). Os 100 primeiros interessados poderão acessá-lo de graça no final deste texto. 

Em primeiro lugar, está a volta dos juros positivos, que penalizam as teses de crescimento (empresas cujo fluxo de caixa está no futuro) e favorecem as empresas de valor, isto é, aquelas que já geram lucro de forma consistente. 

“Retomamos a ordem natural das coisas: existe custo do dinheiro no tempo. Ou seja, o juro é positivo”, escreve o analista. “O Brasil é um caso de valor, com seu sólido sistema financeiro e commodities abundantes, negociando a múltiplos baixos frente aos pares e à sua própria média histórica”. 

Segundo Miranda, os grandes bancos brasileiros se beneficiam do juro maior e de uma menor competição das fintechs. Da mesma forma, as commodities são representantes de ativos reais, em um mundo de inflação alta e perda do valor da moeda.  

A segunda grande força é o próprio redesenho da geopolítica global a partir de autocracias locais como a Rússia de Putin, a Turquia de Erdogan e a China de Xi Jinping.

“Não há como depender de países instáveis e sem os valores ocidentais cristalizados. Até a pior das democracias é superior à melhor autocracia. O Brasil emerge como opção num mundo carente de boas alternativas”, afirma.  

Outros dois setores em que o Brasil se destaca também entram na equação. 

“O mundo quer energia e comida. Temos ambos. E somos capazes de liderar uma transição energética na direção de energia renovável, a partir do mercado de carbono, do etanol de segunda geração, do parque hídrico, do desenvolvimento do mercado de gás, da energia eólica e da energia solar”. 

De acordo com o estrategista-chefe da Empiricus, foram raras vezes ao longo da história que o cenário internacional nos colocou em uma posição relativa tão favorável. 

Sobre a política fiscal, que tem deixado o mercado em alerta nos últimos dias, Miranda defende que o governo eleito será obrigado pelo pragmatismo ou pela própria matemática a seguir um caminho mais ortodoxo. 

“Só poderá haver política social a partir de uma política fiscal arrumada, pois não há multiplicação do dinheiro”, explica. 

Fazer nossa lição de casa, ressalta, pode nos levar a “um ciclo de crescimento e valorização dos mercados muito mais vigoroso do que nossas cabeças lineares são capazes de supor a priori”.  

“Os movimentos são sempre mais intensos do que costumamos pensar, porque o cérebro não foi feito para pensar exponencialmente”. 

Neste contexto, a carteira “Oportunidades de Uma Vida”, da Empiricus, recomenda um grupo específico de empresas dos setores financeiro, commodities, energia e small-caps que podem multiplicar de valor nos próximos meses.

Entre setembro de 2015 e setembro de 2022, a carteira capitaneada por Miranda obteve retorno de expressivos 385,6%, praticamente o triplo do Ibovespa no mesmo período, com 132,3%. 

Ela é composta pelos ativos em que ele e mais de 30 especialistas veem maior potencial de valorização, com riscos controlados. 

Como acessar a carteira Oportunidades de uma Vida de graça (para os 100 primeiros) 

A pedido da EXAME, a Empiricus Investimentos liberou o acesso irrestrito à carteira “Oportunidades de Uma Vida” durante 30 dias para os primeiros 100 leitores que ativarem sua conta na plataforma. 

Para garantir o seu acesso, basta acessar nosso WhatsApp abaixo, enviar a mensagem “Oportunidades de Uma Vida”, e um de nossos consultores vai te enviar o passo a passo completo. 

CLIQUE AQUI PARA GARANTIR SEUS 30 DIAS GRATUITOS 

Assim que recebermos sua mensagem, vamos te mostrar o passo a passo para acessar o seu presente.