FIIs: cenário para fundos de papel recomenda cautela. Entenda

Com o momento de virada na economia brasileira, os fundos de investimento imobiliários (FIIs) de papel podem enfrentar um momento adverso
Confira as perspectivas para fundos imobiliários na EXAME Invest (Germano Lüders/Exame)
Confira as perspectivas para fundos imobiliários na EXAME Invest (Germano Lüders/Exame)
F
Fernanda Bastos

Publicado em 08/04/2022 às 11:51.

Última atualização em 08/04/2022 às 15:29.

As alta das taxas de juros e de inflação no Brasil impulsionaram os rendimentos dos fundos de investimentos imobiliários (FIIs) de papel, por terem na carteira títulos atrelados ao IPCA e ao CDI. Esse cenário, porém, pode mudar em breve, segundo Arthur Vieira de Moraes, professor na B3, consultor e apresentador do programa semanal FIIs em EXAME.

"O contrário do que aconteceu é o que se espera dos próximos capítulos: inflação e juros menores. O que vai acontecer com o rendimento dos fundos? Vai diminuir. É bem provável que o mercado desconte isso no preço das cotas [dos FIIs]”, disse Moraes no programa Abertura de Mercado desta sexta-feira, 8 de abril

A diversificação é importante, segundo o especialista, mas a possível desvalorização dos fundos imobiliários de papel é um sinal de que a economia está caminhando para um momento mais favorável, com queda da inflação e dos juros. Assim, os fundos de tijolo podem se valorizar, enquanto os de papel começam a experimentar uma queda, com um rendimento menor. Por isso, quem souber diversificar não será tão impactado por essas mudanças. 

Assista ao programa, que é transmitido ao vivo de segunda a sexta, às 8h, no perfil da EXAME Invest no YouTube e no Instagram.

Se você ainda não conhece o programa, inscreva-se no canal da EXAME Invest para ficar sabendo da visão dos analistas de mercado e dos economistas.