Estes são os cinco maiores erros de quem está começando a investir

Falta de conhecimento pode levar a decisões financeiras equivocadas. Conheça os principais erros de quem está começando e descubra o caminho para investir com mais segurança e independência
 (getty images/Getty Images)
(getty images/Getty Images)
I
Isabel Rocha

Publicado em 26/07/2022 às 17:44.

Última atualização em 26/07/2022 às 18:06.

Apesar do momento macroeconômico desafiador, não há como negar o crescente interesse dos brasileiros pelo mercado financeiro nos últimos anos. Segundo dados da própria B3, enquanto em 2018 o número de pessoas físicas na bolsa não chegava a 815 mil, em dezembro de 2020 ela já somava mais de 3,2 milhões, um aumento de quase 300%.

Desde então, a bolsa de valores brasileira tem batido recorde atrás de recorde quando o assunto é a chegada de novos investidores. Veja no gráfico abaixo.

Relatório sobre a pessoa física - 1º trimestre 2022 -B3 (B3/Reprodução)

Mas ainda que a entrada no mercado financeiro (e a possibilidade de rentabilizar o patrimônio) possa ser animadora, muitos destes novos investidores ainda se sentem inseguros na hora de escolher os melhores produtos para compor suas carteiras e têm dificuldades para tomar decisões com autonomia.

Masterclass gratuita: conheça as melhores técnicas para começar a investir com responsabilidade e segurança

A verdade é que o caminho para ter sucesso no mundo dos investimentos (sem depender apenas da própria sorte) é um só: estudar sobre o assunto. Afinal, quanto mais informações o investidor tiver, mais bem embasadas serão suas decisões — e menores serão as chances de cometer erros evitáveis, mas que podem levar tudo a perder.

Mas, afinal, quais são os principais erros dos investidores iniciantes? É o que te mostramos abaixo.

1. Falta de organização financeira

À primeira vista, pode ser difícil de enxergar a relação entre as duas coisas, mas como você administra o seu fluxo de receitas e despesas interfere diretamente no sucesso — ou não — de seus investimentos. Até porque, para que consiga ter dinheiro sobrando para investir, organizar o orçamento é essencial.

Aula gratuita: organize suas finanças e aprenda a investir com autonomia e segurança

2. Não montar uma reserva de emergência

Outro erro bastante comum de quem está começando a investir é ignorar a importância da construção de uma reserva de emergência — aquele dinheiro que deve ficar investido em produtos seguros e de baixa liquidez para que possa ser resgatado rapidamente diante de um imprevisto. Segundo especialistas, o ideal é que essa parcela que fica guardada seja o suficiente para cobrir, pelo menos, seis meses de seu custo de vida — garantindo, assim, tranquilidade financeira ao investidor em momentos de instabilidade.

O problema é que, na ânsia de buscar retornos maiores logo de cara, algumas pessoas acabam ignorando a sua importância e partem direto para investimentos mais arrojados.

3. Ser levado pelo “efeito manada”

Como o próprio nome sugere, este é o comportamento que faz com que o indivíduo imite as ações de um grupo, mesmo que não exista nenhum argumento lógico para isso. É o caso de quem decide comprar ou vender ações de determinadas empresas apenas porque viu um grande número de pessoas apostarem naqueles papeis, por exemplo.

4. Excesso de confiança

Para os teóricos das finanças comportamentais (campo da psicologia econômica que acredita que as emoções influenciam diretamente nossos processos de tomada de decisão financeira), a autoconfiança excessiva também pode influenciar negativamente os investidores. Afinal, ela pode levar uma pessoa a gastar mais do que pode ou a ignorar orientações de especialistas antes de investir, por exemplo

5. Esperar lucros rápidos e garantidos

A ideia de que é possível enriquecer da noite para o dia com investimentos é bastante equivocada. É claro que existem casos de pessoas que ficaram ricas com determinada aplicação da noite para o dia, mas é importante ter em mente que isso está longe de ser uma regra. Por isso, é importante manter os pés no chão e saber que a forma mais segura de aumentar seu patrimônio com os investimentos é por meio da disciplina — realizando aportes constantes e reinvestindo lucros ao longo do tempo.

Como investir com segurança?

Ainda que todo investimento tenha algum nível de risco atrelado, algumas estratégias e mecanismos podem ajudar a proteger o investidor. Para Gabriel Navarro, empresário e dono do maior canal de finanças do TikTok, a mais importante delas é o estudo.

“Você evita ciladas quando conhece muito bem os ativos nos quais está investindo, sabe quanto pode perder, tem margem de segurança, sabe como a empresa na qual você está investindo ganha dinheiro, quais são os fatores que influenciam os seus resultados[...] Estude, porque assim você vai estar protegido também”, afirmou o influenciador em entrevista recente à EXAME.

Desde 2018, Navarro aborda assuntos relacionados a investimentos e planejamento financeiro de maneira descomplicada em suas redes sociais — onde acumula mais de 3 milhões de seguidores e mais de 100 milhões de visualizações. Nesta quinta-feira, 28 de julho, ele irá ministrar uma masterclass virtual e gratuita que tem como objetivo capacitar investidores iniciantes para que consigam montar um portfólio alinhado aos seus objetivos com segurança e autonomia.

O treinamento, elaborado em parceria com a EXAME, vai ao ar na noite desta quinta-feira, às 19h30. Para acompanhar gratuitamente, os interessados devem fazer um cadastro clicando aqui ou no botão abaixo.

QUERO PARTICIPAR DA MASTERCLASS “INVESTIDOR INDEPENDENTE” COM GABRIEL NAVARRO